Andres Stapff/Reuters
Andres Stapff/Reuters

Copa de 2014 pode ter quatro sul-americanos como cabeças de chave

Entre os europeus, Bélgica e Suíça roubam vaga das tradicionais seleções Itália e Holanda

O Estado de S. Paulo

16 de outubro de 2013 | 07h54

SÃO PAULO - A Fifa só vai divulgar o ranking do mês de outubro nesta quinta-feira, que servirá de balizamento para definir os cabeças de chave da Copa do Mundo de 2014, mas em uma simulação com os resultados desta terça, é possível ver que Brasil, Argentina, Colômbia e Uruguai, caso passe pela repescagem diante da Jordânia, ficarão no mesmo pote no sorteio. As vitórias do Uruguai sobre a Argentina por 3 a 2 e da Colômbia sobre o Paraguai por 2 a 1 foram fundamentais para garantir as posições.

Além dos quatro sul-americanos, os outros cabeças de chave devem ser Espanha, Alemanha, Bélgica e Suíça. A maior ascensão no ranking entre os primeiros colocados foi da própria Suíça, que venceu a Eslovênia por 1 a 0 e deve chegar à sétima posição - antes, estava em 14º lugar. Vale lembrar que o Brasil, que vai aparecer no ranking de outubro na 11ª colocação, é cabeça de chave por ser país sede do torneio.

Já Itália e Holanda não conseguiram alcançar pontos suficientes para ficar entre as sete melhores equipes. Uma delas só entrará caso o Uruguai não passe pela Jordânia na repescagem. Isso significa que é possível que o sorteio no dia 6 de dezembro crie algum “grupo da morte” na primeira fase, colocando Itália ou Holanda nas chaves de Brasil ou Argentina, pois a Fifa vai evitar que um grupo tenha muitas seleções de um mesmo continente, então a probabilidade de cair nas chaves dos sul-americanos é maior.

Confira como será a pontuação de outubro no ranking da Fifa baseada no simulador do site da entidade:

Espanha1.513 pontos
Alemanha1.311 pontos
Argentina1.266 pontos
Colômbia1.178 pontos
Bélgica1.175 pontos
Uruguai1.164 pontos
Suíça1.138 pontos
Itália1.136 pontos
Holanda1.136 pontos
Inglaterra1.080 pontos
Brasil1.078 pontos
Chile1.051 pontos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.