Copa do Brasil: Paraná surpreende e vence o Internacional

Derrota por 2 a 0 força equipe do Abel Braga a jogar por uma vitória de 3 a 0 na partida de volta, no Beira-Rio

Evandro Fadel, O Estado de S. Paulo

17 de abril de 2008 | 00h39

O Paraná Clube saiu à frente na disputa com o Internacional, pelas oitavas-de-final da Copa do Brasil. A vitória por 2 a 0, na noite desta quarta-feira, no Estádio Durival Britto e Silva, em Curitiba, permite que o time paranaense perca pela diferença de até um gol, na próxima quarta-feira, no Beira-Rio, em Porto Alegre, que estará classificado. Resultado igual leva a decisão para os pênaltis. Paraná Clube2Fabiano Heves; Daniel Marques, João Paulo     e Luiz Henrique; Ângelo (Goiano), Jumar      (Beto), Léo, Giuliano e Everton; Fábio Luiz e Joelson (Clênio    )Técnico: Paulo Bonamigo Internacional0Clemer; Bustos (Tales), Índio, Orozco e Marcão; Magrão    , Guiñazu    , Alex e Roger; Iarley (Adriano) e Nilmar     (Gil)Técnico: Abel BragaGols: Ângelo aos 5; Fábio Luiz, aos 36 minutos do segundo tempoÁrbitro: Sérgio da Silva Carvalho (DF)Renda: R$ 121.784,00Público: 8.375 pagantesEstádio: Durival Britto e Silva, em Curitiba (PR)Os dois times começaram o jogo procurando o ataque, mas ninguém conseguia criar chances mais claras de gol. Aos poucos o Paraná foi tomando conta do jogo, aproveitando-se do espaço dado pelo Internacional, que passou a optar por jogadas de contra-ataque. Mas os jogadores do Paraná pareciam nervosos e começaram a errar passes, perdendo o meio-de-campo. Mesmo assim o Inter não se arriscava, preferindo manter a postura defensiva.O Paraná voltou com maior disposição para o segundo tempo e marcou o primeiro gol logo aos 5 minutos, por meio do estreante Ângelo, em cobrança de falta. Apesar da derrota, o Internacional não desmanchou o sistema defensivo e chegava pouco ao ataque. Sem correr riscos, o Paraná começou a ousar ainda mais e foi recompensado aos 36 minutos. Giuliano dominou bem uma bola e tocou para Fábio Luiz marcar.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.