Divulgação/Paraná
Divulgação/Paraná

Copa do Brasil tem virada espetacular do Paraná e goleada da Ferroviária

Confira o que de melhor aconteceu nos jogos realizados pelo torneio nacional nesta quarta-feira

Redação, O Estado de S.Paulo

27 de fevereiro de 2020 | 00h48

Uma virada espetacular e a maior goleada até agora foram os destaques desta Quarta-Feira de Cinzas pela Copa do Brasil, que teve cinco classificados à terceira fase e um à segunda. O Paraná fez 3 a 2 em cima do Bahia de Feira de Santana-BA, com três gols nos acréscimos. E a Ferroviária não perdoou o Águia Negra-MS com uma goleada de 6 a 2.

O que aconteceu no estádio Durival de Britto, em Curitiba, foi surpreendente. O time da casa era derrotado pelo Bahia por 2 a 0, com gols de Léo Porto e Alex Cazumba. A eliminação parecia evidente, tanto que a torcida xingava os jogadores. Mas, de repente, começaram sair os gols.

O zagueiro Thales diminuiu de cabeça aos 46 minutos, o também defensor Fabrício empatou aos 47 e, de falta, Renan Bressan fez o gol da virada aos 53 minutos. Valeu a vaga e R$ 1,5 milhão de premiação, garantida para cada time que chegar na terceira fase. Os paranaenses agora vão pegar o Botafogo-RJ, que eliminou o Náutico nos pênaltis após empate por 1 a 1 no Recife (PE).

Em Araraquara, a Ferroviária era favorita diante do Águia Negra-MS e não quis saber de brincar. Tanto que, com facilidade, chegou aos 6 a 2, superando os 5 a 1 do Brusque em cima do Remo, também na segunda fase. No primeiro tempo, o time paulista já vencia por 4 a 1, com gols de Henan, Tony e Claudinho, duas vezes.

Na etapa final, Max e Caio Rangel confirmaram a goleada. Salomão e Pedro descontaram para os visitantes. Na terceira fase, a Ferroviária vai pegar o vencedor de Operário-PR e América-MG - este jogo será apenas no dia 5 de março.

Outro paulista não teve a mesma sorte. Em Piracicaba, o XV de Novembro até saiu na frente, mas depois teve um jogador expulso e cedeu o empate ao Juventude. Na cobrança de pênaltis, o time gaúcho levou a melhor por 8 a 7, após 10 penalidades cobradas por cada time. O goleiro Mota perdeu a última batida pelo XV, chutando bem alto do travessão.

O Juventude agora vai pegar o América-RN que eliminou o River em Teresina (PI). O tempo normal terminou empatado por 1 a 1 e nos pênaltis, o time potiguar levou a melhor, ganhando por 4 a 3. O River tinha sido a maior zebra da primeira fase ao eliminar o Bahia por 1 a 0, também no Castelão, no Piauí.

O Atlético-MG foi precocemente eliminado ao perder a disputa de pênaltis com o Afogados, por 7 a 6, após empate no tempo normal por 2 a 2. O jogo foi realizado em Ingazeiras, no sertão de Pernambuco. Agora o Afogados vai enfrentar o vencedor do confronto marcado para esta quinta-feira à noite, em Campinas (SP), entre Ponte Preta e Vila Nova-GO.

Fechando a primeira fase, o Fluminense foi até São Luis, no Maranhão, e venceu o River por 4 a 2, de virada, após estar perdendo por 2 a 0. Agora vai pegar o Botafogo-PB que eliminou o Atlético de Alagoinhas-BA ao empatar sem gols no interior da Bahia. O jogo vai acontecer no Rio de Janeiro.

Confira abaixo os jogos da Copa do Brasil:

  • XV de Piracicaba-SP 1 (7) x 1 (8) Juventude-RS*
  • *Paraná-PR 3 x 2 Bahia de Feira-BA
  • River-PI 1 (3) x 1 (4) América-RN*
  • *Ferroviária-SP 6 x 2 Águia Negra-MS
  • Afogados-PE 2 (7) x 2 (6) Atlético-MG
  • Moto Club-MA 2 x 4 Fluminense-RJ* (1ª fase)

* Classificados

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.