Wilton Junior/AE
Wilton Junior/AE

Copa do Brasil: Vasco e Corinthians ficam no 1 a 1 no Rio

Resultado é considerado bom para os dois times, que jogam a volta da semifinal na semana que vem

Milton Pazzi Jr., estadao.com.br

27 de maio de 2009 | 23h48

Vasco e Corinthians ficaram no 1 a 1 no jogo de ida da semifinal da Copa do Brasil, nesta quarta-feira, no Estádio do Maracanã, no Rio. Um resultado que foi considerado bom pelos dois times - pelos corintianos pelo gol fora de casa, pelos  vascaínos por não perder em casa, mas com um leve tom de lamentação.

Veja também:

linkApesar do empate no Rio, Corinthians descarta favoritismo

linkDentinho comemora gol em seu 100.º jogo no Corinthians

linkCorintianos se dizem insatisfeitos com empate no Rio

especialCopa do Brasil: leia mais no canal

especialDê seu palpite no Bolão Vip do Limão

Jogando fora de casa e entrosado, o Corinthians repetiu o futebol que tem lhe levado às fases decisivas dos torneios: marcação forte e contra-ataques rápidos, com bolas pelas laterais, e seus atacantes marcando. Souza, bastante criticado, desta vez ajudou bastante roubando bolas no meio e correndo o tempo todo, além de, aí sim, falhando nos chutes a gol.

 VASCO 1
Fernando Prass; Paulo Sérgio, Vílson    , Gian e Ramón; Amaral, Nílton (Mateus), Léo Lima     e Jefferson (Enrico); Rodrigo Pimpão (Edgar) e Élton.
Técnico: Dorival Júnior
 CORINTHIANS 1
Felipe; Alessandro, Chicão, William e André Santos; Cristian, Elias     e Douglas; Jorge Henrique (Morais), Souza (Otacílio Neto) e Dentinho (Boquita).
Técnico: Mano Menezes
Gols: Dentinho, aos 29 minutos do primeiro tempo; Rodrigo Pimpão, aos 19 minutos do segundo tempo.

Árbitro: Heber Roberto Lopes (PR)

Público: 68.299 pagantes (72.183 total)

Renda: R$ 1.389.015,50

Estádio: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)

Ao contrário disso estava o Vasco, como esperado. Empurrado pelos mais de 72 mil torcedores no Maracanã, o time de Léo Lima e companhia chegava na base da empolgação, na pressão. Desta forma chegava com perigo, e em dois momentos, ambos nos segundo tempo e com Elton e Rodrigo Pimpão, exigiram grandes defesas do corintiano Felipe (uma inclusive com o pé direito).

Na base destes contra-ataques o Corinthians conseguiu marcar o primeiro gol. Aos 29 minutos do primeiro tempo, Jorge Henrique deu um ótimo passe para Dentinho, que entrava na diagonal, na área, e o atacante - na mesma linha do marcador vascaíno - girou e, quase atrapalhado por Souza, conseguiu chutar forte, rasteiro, e fazer 1 a 0 no jogo.

A pressão vascaína foi recompensada com um gol inusitado, mas justo. Elton recebeu bola na área e tocou de calcanhar para Rodrigo Pimpão, que estava na marca do pênalti. Ele dominou e, quando ia chutar, o zagueiro William deu o carrinho e travou. O problema é que a bola seguiu e entrou no gol, matando Felipe. E assim, aos 19 minutos, Pimpão comemorou o gol de empate.

NOTAS DA PARTIDA

Jorge Henrique saiu machucado com uma lesão muscular, que sentiu após o passe para o primeiro gol do jogo +++ Dentinho fez sua centésima partida pelo Corinthians e marcou gol +++ Douglas tratou logo de sair em defesa de Elias, que chutou ao gol em vez de passar a bola em lance no primeiro tempo. "Ele falou que não viu e a gente entende. Aqui não tem fominha"

 

Wilton Junior/AE e Bruno Domingos/Reuters

Douglas e Dentinho comemoram gol para o Corinthians; Rodrigo Pimpão festeja gol para o Vasco

Tudo o que sabemos sobre:
Copa do BrasilVascoCorinthians

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.