Aos 43, Mondragón comemora recorde e vitória da Colômbia

Goleiro entrou aos 38 minutos do segundo tempo, no lugar do titular Ospina, e bateu a marca de jogador mais velho a atuar numa Copa

Agência Estado

24 de junho de 2014 | 21h10

Nos Jogos Olímpicos de Barcelona, em 1992, quando Asprilla e Aristizábal, aposentados há muito tempo, ainda eram jogadores sub-23, Faryd Mondragón era o goleiro reserva da Colômbia. Vinte e dois anos depois, Mondragón entrou em campo nesta terça-feira, três dias depois de completar 43 anos, para se tornar o jogador mais velho a participar de uma Copa do Mundo.

"Creio que o mundo estava esperando por este momento. Agradeço ao professor (José) Pekerman e à comissão técnica por este momento e por esta oportunidade. É uma honra para mim ser representante da história do futebol colombiano com este recorde, mas o mais importante é que a Colômbia como equipe está fazendo o seu papel", disse o veterano.

Mondragón, que jogou na Europa entre 2001 e 2010 (passou por Metz, Galatasaray e Colônia), voltou ao futebol colombiano em 2012 para jogar no Deportivo Cali. Terceiro goleiro da Colômbia na Copa, entrou em campo na Arena Pantanal, nesta terça-feira, quando seu time já vencia por 3 a 1, só para bater o recorde, uma vez que o titular Ospina estava muito bem.

Assim, jogou sua segunda Copa. Ele foi titular da Colômbia na última vez que o país disputou um Mundial, em 1998. Quatro anos antes, em 1994, foi reserva e não chegou a entrar em campo. Naquela Copa, o camaronês Roger Milla jogou aos 42 anos e jogador mais velho a disputar uma partida de Mundial.

Apesar de entrar em campo aos 38 minutos do segundo tempo diante do Japão, Mondragón ainda fez uma grande defesa no finalzinho da partida, cara a cara com o atacante. "Ficar embaixo do gol, fazer uma grande defesa, bater um recorde, ganhar a partida. Tenho muitos sentimentos positivos juntos", comemorou o jogador.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.