Após vaga, Herrera reclama de perseguição contra o México

Técnico desabafa sobre desigualdade dos times e reclama sobre dois pênaltis que não foram marcados em jogo desta segunda-feira

Daniel Batista - enviado especial ao Recife, O Estado de S. Paulo

23 de junho de 2014 | 21h37

Assim como aconteceu diante de Camarões, quando teve dois gols legítimos que foram anulados pela arbitragem, a seleção do México derrotou a Croácia por 3 a 1, nesta segunda-feira, na Arena Pernambuco, no Recife, mas novamente deixou o campo reclamando da atuação da arbitragem, que não marcou um pênalti em Guardado. Classificado para as oitavas de final, o técnico Miguel Herrera desabafou e reclamou de perseguição ao país na Copa.

"Acho que nossa área (Concacaf) está se fortalecendo muito e merecemos um tratamento como da América do Sul e da Europa. Todos estão fazendo um bom trabalho, tanto que temos nós, a Costa Rica e o México classificados", disse o treinador, para depois reclamar. "Não quero ser beneficiado, mas quero que olhem com carinho para os times da federação. A arbitragem nos chateia um pouco, pois estamos no prejuízo. Hoje (segunda) teve dois pênaltis que não foram marcados e contra Camarões aconteceu algo também. Não estão sendo iguais com o México", desabafou.

O treinador ainda lembrou que caso o México não tivesse sido tão prejudicado, a seleção poderia ter acabado como líder do grupo. Mas apesar da lamentação, ele deixa claro que a ordem é comemorar a vaga e a partir desta terça pensar no confronto contra a Holanda.

"Agora vamos jantar com a nossa família, que está em Recife, e a partir de amanhã (terça), a gente começa a pensar no jogo da Holanda, que será muito complicado, mas vamos trabalhar para conseguir o resultado", completou o treinador. México e Holanda se enfrentam no domingo, às 13 horas, na Arena Castelão, em Fortaleza.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.