Cristiano Ronaldo não sabe explicar mau resultado em Manaus

Craque do Real Madrid lamenta que Portugal não conseguiu ganhar

Mateus Silva Alves - Enviado especial a Manaus, O Estado de S. Paulo

22 de junho de 2014 | 23h39

Assim como na partida contra a Alemanha, estreia de Portugal na Copa do Mundo, Cristiano Ronaldo não conseguiu brilhar contra os Estados Unidos. O superastro do Real Madrid teve uma atuação discreta e nem mesmo o cruzamento para o gol de Varela salvou sua noite na Arena Amazônia. Mostrando abatimento, consequência de um resultado que praticamente eliminou Portugal do Mundial, o craque não soube explicar o que deu errado para sua seleção.

"Fizemos o nosso melhor, mas infelizmente não conseguimos a vitória", comentou o jogador que foi eleito pela Fifa o melhor do mundo em 2013. “Não sei explicar o motivo para as coisas não terem dado certo para nós. Agora temos de levantar a cabeça.”

Como capitão da seleção portuguesa, Cristiano Ronaldo sentiu-se na obrigação de defender não só a si mesmo, mas também seus companheiros de equipe. Ele sabe que as críticas em seu país serão pesadas (já haviam sido depois da goleada sofrida diante da Alemanha) e tratou de dizer que falta de vontade não foi um dos problemas de Portugal em Manaus.

"Posso garantir que, se o resultado não veio, não foi por falta de empenho. Infelizmente são coisas que acontecem a toda hora no futebol", disse o atacante. “Matematicamente ainda temos possibilidades, então vamos lutar.

A não ser que um "milagre" aconteça na quinta-feira, Cristiano Ronaldo mais uma vez falhará na tentativa de brilhar em um Mundial. É verdade que em 2006 ele ajudou Portugal a ser semifinalista, mas na época ainda era um coadjuvante de Luís Figo. Quatro anos depois, já como ícone mundial, o jogador fez uma Copa muito apagada e não evitou que seu time saísse da disputa nas oitavas de final.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.