Dúvida contra o Chile, David Luiz marca o primeiro gol na seleção

Zagueiro era o único jogador de linha do Brasil que ainda não havia marcado gol pela equipe desde a primeira convocação

Leandro Silveira - Enviado especial a Belo Horizonte, Agência Estado

28 de junho de 2014 | 16h09

O zagueiro David Luiz enfim conseguiu "variar o cardápio" com a camisa da seleção brasileira. Titular absoluto da equipe dirigida pelo técnico Luiz Felipe Scolari, ele era o único jogador de linha que foi titular em partidas desta edição da Copa do Mundo e ainda não havia marcado gols pelo Brasil. Mas isso mudou logo no jogo em que o zagueiro teve a escalação confirmada apenas momentos antes do começo do duelo com o Chile.

David Luiz se tornou dúvida na seleção após sofrer uma contratura na região dorsal. Na quinta-feira, ele deixou o coletivo da seleção, em Teresópolis, em razão das dores. E no dia seguinte, em Belo Horizonte, participou apenas de parte da atividade, seguindo para realizar exames médicos que não detectaram lesão. Dante chegou a ficar de sobreaviso, mas David Luiz pôde entrar em campo.

Então, após superar as dores, o zagueiro desencantou pela seleção. Aos 18 minutos, Neymar cobrou escanteio, Thiago Silva desviou de cabeça e David Luiz, em disputa de bola com Eduardo Vargas, fez 1 a 0. Houve dúvida sobre quem marcou o gol, mas o árbitro inglês Howard Webb definiu que David Luiz foi quem abriu o placar do duelo no Mineirão, pelas oitavas de final da Copa do Mundo. Depois, na disputa de pênaltis, também abriu o placar ao converter a sua cobrança no triunfo brasileiro por 3 a 2.

"Quando você prova da mesma comida todos os dias, acaba enjoando. Mas, quando você tem a oportunidade de provar às vezes, é sempre um sabor especial. O zagueiro está ali para destruir as jogadas, mas quando ele tem a chance de balançar a rede é sempre um momento especial. Ainda não tive o privilégio de fazer pela seleção", disse David Luiz, dias antes do jogo com o Chile.

Assim, neste sábado, David Luiz enfim pôde comemorar um gol com a camisa do Brasil, na sua 40ª partida pela seleção. Além disso, ele se tornou o sexto zagueiro a balançar pelas redes pelo Brasil na história da Copa. Os outros foram Oscar (1982), Edinho (1986), Márcio Santos (1994), Edmilson (2002) e Juan (2010).

Carismático, David Luiz é um dos jogadores mais requisitados pelos torcedores, perdendo apenas para Neymar no assédio do público. Até este sábado, o seu momento mais marcante pela seleção havia sido o corte quase em cima da linha que evitou um gol da Espanha na decisão da Copa das Confederações em 2013. Agora, porém, ele tem um gol no seu currículo. E, claro, o pênalti convertido na disputa que definiu a presença do Brasil nas quartas de final da Copa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.