Em Fortaleza, seleção da Holanda é recebida por sósia de Sneijder

Filho de holandês e cearense, jovem de 18 anos acompanhou jogo da seleção contra a Espanha em Salvador na fase de grupos 

Paulo Favero - Enviado especial a Fortaleza, O Estado de S. Paulo

27 de junho de 2014 | 15h06

A Holanda chegou à Fortaleza no começo da tarde desta sexta-feira e foi recebida no hotel Marina Park por um grupo reduzido de torcedores. Mas entre eles estava o jovem Pedro Vitor Amorim Weersma, que é filho de pai holandês e mãe cearense e estava vestido a caráter para receber os jogadores.

Aos 18 anos, o rapaz já foi confundido com o craque Wesley Sneijder e estava no hotel na esperança de ver algum atleta. "Como passei no vestibular de Medicina da Unifor recentemente, rasparam o meu cabelo e acho que ficou um pouco parecido com o Sneijder", conta.

Vitor acompanhou o jogo entre Espanha e Holanda em Salvador e revela que foi cercado por fãs. "Acho que viram eu conversando com meu pai em holandês e vieram tirar foto comigo. Até pediram autógrafo, falando que eu era igual ao Sneijder", diz.

Na chegada, nenhum torcedor teve contato com a delegação holandesa, que fará um treino fechado na tarde desta sexta-feira no estádio Presidente Vargas. A expectativa dos fãs sedentos por fotos e autógrafos é que, como a seleção costuma ser mais aberta, algum jogador resolva passear pelo saguão do hotel.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.