Felipão confirma Thiago Silva fora do amistoso de terça

Zagueiro não enfrenta o Panamá, em Goiânia, para fazer treinamentos de condicionamento físico na Granja Comary

Robson Morelli, O Estado de S. Paulo

31 de maio de 2014 | 19h25

TERESÓPOLIS - Thiago Silva permanecerá em Teresópolis enquanto o elenco embarcará neste domingo à noite para Goiânia a fim de fazer o primeiro dos dois amistosos da seleção antes da estreia na Copa, dia 12. O capitão da seleção é o titular que mais preocupa Felipão após a primeira semana de trabalho na Granja Comary. O que falta a Thiago é um equilíbrio muscular nas pernas, por isso ele 'faltou' a alguns treinos no campo para se exercitar na musculação.

Embora tenha escalado o jogador no time reserva no coletivo deste sábado, Felipão garante que seu capitão poderia enfrentar o Panamá normalmente, mas isso não é preciso. O treinador não vai correr riscos. Como a bruxa está solta nas seleções da Copa e o Brasil ainda não teve nenhuma baixa por contusão, Felipão não quer dar sopa para o azar. Dante, que começou entre os 11 titulares no coletivo, será seu substituto em Goiânia, no Serra Dourada.

"O Thiago faz trabalhos de recuperação do equilíbrio das pernas. Ele tem uma situação de pequenos desnível e, como tem dois amistosos, é preferível que eu o use em melhores condições ou quase no seu ideal a partir do segundo amistoso, em São Paulo, dia 6. Esse é um jogador que não viaja conosco para fazer trabalhos específicos na Granja", revelou o treinador ao Fox Sports.

A recomendação de segurar o zagueiro é do preparador físico Paulo Paixão, vislumbrando uma campanha de sete jogos da seleção brasileira até a final da Copa, dia 13 de julho, no Maracanã. Os exames clínicos também apontaram a ligeira deficiência. Nesse momento, Thiago Silva correria riscos para suportar de quatro a cinco partidas. Com o trabalho de recondicionamento proposto ao jogador, o capitão avançaria até a decisão sem problemas.  "Ele tem condições de jogar, mas optamos por um trabalho mais específico, para não correr o risco de perdê-lo no quarto ou quinto jogo da Copa, porque queremos chegar até a final", disse Felipão.

O capitão do Brasil teve temporada desgastante no Paris Saint-Germain. Sofreu uma fratura no nariz em abril, que o levou a disputar algumas partidas pelo time francês com máscara protetora. Durante a semana, Felipão revelou que até quatro jogadores poderiam ser poupados no amistoso com o Panamá. Um deles será Thiago Silva. Os outros ainda não foram revelados. Nos amistosos, Felipão poderá fazer até seis substituições, portanto, 17 jogadores poderão ser utilizados.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.