Guardiola planeja se encontrar com Messi durante a Copa

Ex-treinador do craque argentino virá ao Brasil e planeja conversar com camisa 10 após a primeira fase

Gonçalo Junior - Enviado especial a Belo Horizonte, O Estado de S. Paulo

20 de junho de 2014 | 05h00

O técnico Pep Guardiola virá ao Brasil no dia 25 para se encontrar com Lionel Messi após a terceira partida da Argentina na fase de grupos contra a Nigéria, em Porto Alegre. De acordo com a imprensa espanhola, o atual treinador do Bayern de Munique aproveitaria uma viagem a Buenos Aires para realizar algumas conferências e viria ao Brasil se encontrar com o meia argentino.

Messi e Guardiola construíram uma estreita relação durante o período em que trabalharam juntos no Barcelona e continuaram a amizade apesar de o treinador ter se transferido para o futebol alemão. Guardiola costuma dizer que nunca viu um jogador como o argentino e que o período em que trabalhou no clube catalão deve ser chamado de a "Era Messi" e não a "Era Guardiola".

Em quatro anos dirigindo o Barcelona, Guardiola levou a equipe à conquista de 14 títulos oficiais (dois Mundiais de Clubes, duas Ligas dos Campeões, duas Supercopas da Uefa, três Campeonatos Espanhóis, duas Copas do Rei e três Supercopas da Espanha).

Sob o comando de Guardiola, o atacante argentino também fez história com a camisa do Barcelona: quebrou inúmeras marcas e venceu por quatro vezes consecutivas o prêmio de Melhor do Mundo da Fifa.

Tão importante quanto as conquistas e os recordes foi o paradigma tático e técnico que Guardiola criou, potencializado pela genialidade de Messi.

O estilo de jogo baseado na posse de bola, na marcação agressiva, na precisão dos passes e paciência até o momento correto da definição e se tornaram referência no futebol mundial e influenciaram a seleção.

Com esse estilo, os espanhóis encantaram o mundo foram campeões em 2010. Após a eliminação vexatória no Brasil, devem mudar suas características, aproximando-se da intensidade e velocidade das equipes de Madrid.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.