Hodgson confirma novatos e Lampard contra Costa Rica

Técnico da Inglaterra promete mudanças na despedida da Copa

Sérgio Torres e Vítor Marques - Enviados especiais a Belo Horizonte, O Estado de S. Paulo

23 de junho de 2014 | 17h25

O técnico Roy Hodgson vai mexer bastante no time da Inglaterra para o melancólico jogo de despedida, nesta terça-feira, contra a Costa Rica, no estádio do Mineirão, em Belo Horizonte. Ele vai dar chance a novatos como os meias Wilsehere, de 22 anos, e Barkley, de 20, e o veterano Lampard, de 35, que não enfrentou a Itália e o Uruguai.

Ainda assim, Roy Hodgson afirmou que será muito difícil encontrar motivação para entrar em campo. "Aprendi o quanto é doloroso você criar esperança, se preparar e não chegar onde gostaríamos. O nível desse Mundial não perdoa e o que sinto agora é doloroso, uma falta de sorte pode levar ao desespero e a tristeza. É difícil você se levantar para um jogo como esse se você sabe que não pode ir adiante", disse.

No treinamento de reconhecimento do gramado do Mineirão, Roy Hodgson conversou com praticamente todos os jogadores, especialmente Lampard e Gerrard, outro veterano que pode estar se despedindo da seleção inglesa.

O técnico inglês disse que sequer começou a pensar no futuro da seleção. "Quando você sai do Mundial e não alcança seus objetivos e você precisa ir embora é possível que esse último jogo signifique o início do futuro, mas temos muito tempo para pensar na Euro 2016. Temos muito tempo pela frente", afirmou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.