Hulk reclama de gol anulado e ressalta a força do grupo

Para o atacante, o árbitro Howard Webb errou ao invalidar seu gol

Agência Estado

28 de junho de 2014 | 17h06

O atacante Hulk exprimiu sua frustração na saída do gramado após a vitória dramática por 3 a 2 nos pênaltis contra o Chile, após empate por 1 a 1 no tempo normal e na prorrogação, o que garantiu a vaga do Brasil nas quartas de final da Copa do Mundo. O atacante reclamou do árbitro inglês Howard Webb, principalmente por anular o seu gol que, segundo Hulk, foi ''limpo''. "O meu gol foi limpo e anularam. Foi claramente gol. Mas o importante é a classificação", esbravejou o brasileiro, apontando para o ombro ao falar sobre o gol.

Hulk também falou sobre o pênalti perdido e a força do grupo brasileiro montado por Felipão para este Mundial. E ainda repetiu o discurso de antes da Copa, ao afirmar que o Brasil vai ''para ser campeão''. "Nessas horas a gente vê a força do grupo, a gente erra, mas está todo mudo junto, não abaixa a cabeça. Conseguimos passar e, se Deus quiser, vamos para ser campeões", completou.

Sobre o confronto dramático pelas oitavas neste sábado, Hulk enalteceu as qualidades da equipe chilena e revelou que jogou com cãibras até o fim da partida, ressaltando a entrega de todos os jogadores. "Sabíamos da qualidade do Chile. Você vê o jogo com o Chile, sabíamos que seria muito difícil. Fomos até a prorrogação, mesmo com cãibras, correndo até o final. Essa é a entrega de todos os jogadores", concluiu. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.