Maicon diz que torcida entendeu filosofia da seleção

Para o lateral, sintonia entre torcedores e time na Copa do Mundo será igual a da Copa das Confederações

Leandro Silveira, Agência Estado

31 de maio de 2014 | 19h49

TERESÓPOLIS - O lateral-direito Maicon avaliou neste sábado que o torcedor brasileiro aprendeu a admirar uma seleção que é mais eficiente e dá menos espetáculo, em referência ao time que conquistou no ano passado o título da Copa das Confederações, resgatando o status e moral da equipe, muito contestada quando era dirigida por Mano Menezes. Para o jogador da Roma, essa aceitação desse estilo de jogo menos plástico foi observado no apoio que a seleção brasileira recebeu no ano passado.

Maicon garantiu que esse carinho vai se repetir nas partidas da Copa do Mundo. "A torcida entendeu isso na Copa das Confederações e jogou junto. Na Copa, não será diferente. É um estilo que o Felipão implementou, com as características de cada jogador. Claro que é diferente, mas, com a torcida entendendo nossa forma de jogar, dará um resultado final muito bom", disse.

O jogador chega para a Copa com a experiência de quem venceu duas edições da Copa América (2004 e 2007) e da Copa das Confederações (2005 e 2009), mas não conseguiu vencer o Mundial de 2010, em que foi titular da lateral direita da equipe dirigida por Dunga e eliminada nas quartas de final pela Holanda.

Mesmo assim, Maicon tem boa memória da Copa na África do Sul, quando marcou o primeiro gol brasileiro no torneio, na vitória por 2 a 1 sobre a Coreia do Norte. "Lembrança positiva é o meu gol na Copa de 2010, porque fazer um gol de tamanha importância é algo para o resto da vida", comentou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.