Marc Wilmots espera 'evitar armadilhas' diante da Rússia

Técnico da Bélgica quer afastar favoritismo de sua equipe e destaca qualidades do adversário que enfrenta neste domingo, no Maracanã

MARCIO DOLZAN E RONALD LINCOLN JR., O Estado de S. Paulo

21 de junho de 2014 | 12h55

O técnico da seleção belga, Marc Wilmots, procurou afastar o favoritismo da Bélgica para a partida deste domingo, contra Rússia, no Maracanã, pela segunda rodada da Copa. Neste sábado, na entrevista coletiva concedida pouco antes de comandar o treino de reconhecimento do gramado do estádio, ele alertou para a necessidade de sua equipe "evitar armadilhas" para não correr o risco de ter que buscar o resultado, como aconteceu na partida de estreia com a Argélia.

As dificuldades enfrentadas contra a Argélia pautaram boa parte da entrevista deste sábado, e foi justamente por causa disso que Wilmots tentou tirar o rótulo de melhor equipe sobre seus comandados. "Favoritos? Quando foi realizado o sorteio eu achava que Bélgica e Rússia seriam os favoritos, mas isso não quer dizer nada", desconversou o técnico.

"Esta geração estão jogando há três, quatro anos. Ela pode construir uma bela história", disse Wilmots, para depois fazer um alerta: "Vimos o que aconteceu com Espanha, Inglaterra, com a Itália ontem (sexta-feira, quando perdeu para a Costa Rica). É muito fácil passar da euforia para uma decepção nacional".

Sobre a partida deste domingo, ele teceu elogios ao técnico da Rússia, o italiano Fábio Capello, mas não quis antecipar a formar como sua equipe irá atuar. "Vamos observar como eles estarão em campo. Vamos jogar com atitude, mas tentando evitar armadilhas. Não podemos prever o que vai acontecer antes da partida", destacou Wilmots. "Não tenho uma tática fixa, procuro sempre tirar o que de melhor meus jogadores podem oferecer."

O treinador não antecipou a escalação, mas disse que já tem o time praticamente definido. Sua única dúvida é sobre a utilização ou não do zagueiro e capitão Vincent Kompany, que durante a semana sentiu dores na virilha e treinou em separado. Mas o jogador do Manchester City deverá estar em campo neste domingo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.