Mascherano alerta Argentina para qualidade da Suíça

Volante citou o meia Xherdan Shaqiri e o atacante Haris Seferovic como as maiores ameaças do adversário das oitavas de final

AE, Agência Estado

29 de junho de 2014 | 13h43

Um dos responsáveis por dar segurança à defesa argentina, o volante Javier Mascherano reconhece a qualidade dos jogadores ofensivos da Suíça, adversária do país sul-americano nesta terça-feira, às 13 horas, no Itaquerão, em São Paulo, nas oitavas de final da Copa do Mundo. O experiente meio-campista de 30 anos citou o meia Xherdan Shaqiri e o atacante Haris Seferovic como as maiores ameaças suíças.

"Eles dois estão em boa forma e teremos de ser muito cuidadosos", alertou Mascherano, em entrevista à emissora de TV argentina TyC Sports. "A Suíça é um time organizado, que gosta de jogar um bom futebol e tem atletas de alto nível", analisou o volante do Barcelona.

Enquanto Shaqiri é titular absoluto da Suíça e até aqui marcou três vezes no torneio - as três na vitória por 3 a 0 sobre Honduras, na última quarta-feira -, Seferovic não goza do mesmo prestígio, mas é uma peça importante para o técnico alemão Ottmar Hitzfeld. O atacante só foi titular na derrota por 5 a 2 para a França, mas brilhou quando saiu do banco de reservas contra o Equador e aos 47 minutos do segundo tempo fez o gol da virada do triunfo suíço por 2 a 1, na estreia das seleções no Mundial.

Por outro lado, Mascherano atua à frente daquele que é considerado o ponto fraco da Argentina: a defesa. A equipe do meio-campista sofreu três gols em três jogos até o momento, número que poderia ser maior se o goleiro Sergio Romero não tivesse feito pelo menos duas defesas fundamentais quando a partida com Irã estava empatada por 0 a 0 - no final, Lionel Messi marcou para os argentinos o único gol da partida.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.