Mata defende estilo espanhol: 'Temos que confiar nele'

Reserva da equipe de Del Bosque, meia pode virar titular no jogo contra o Chile, já que o técnico promete fazer mudanças na equipe

RAPHAEL RAMOS - enviado especial a Curitiba, O Estado de S. Paulo

16 de junho de 2014 | 12h44

É consenso entre os jogadores da seleção da Espanha que a equipe foi muito mal na estreia da Copa contra a Holanda e que quarta-feira, contra o Chile, no Maracanã, o time precisa ser mais agressivo no ataque. Isso, no entanto, não significa que os espanhóis vão abandonar a filosofia de controlar a posse de bola o maior tempo possível. Pelo menos foi o que garantiu o meia Juan Mata durante entrevista coletiva nesta segunda-feira no CT do Caju, em Curitiba.

"Sabemos os erros que cometemos contra o Holanda, mas acredito que, se foi nesse estilo que tivemos êxito nos últimos anos, temos de continuar confiando nele. Queremos controlar a partida e não vejo motivos para mudar a nossa forma de jogar", disse.

Titular na final da Copa das Confederações do ano passado, o jogador do Manchester United perdeu espaço na equipe e hoje é reserva. Mas com a promessa do técnico Vicente Del Bosque de promover algumas mudanças no time para a partida contra o Chile, é possível que Mata ganhe uma chance entre os titulares. "Jogar no Maracanã é especial para qualquer jogador. É um estádio mítico e esperamos que agora o resultado seja completamente diferente da final da Copa das Confederações", disse.

Apesar da crise que se instalou na equipe após a goleada por 5 a 1 para a Holanda, os jogadores participaram de um churrasco no CT do Caju na noite de domingo. E Mata defendeu momentos de descontração como esse. "O grupo é como uma família. Para mim essa boa relação entre todos é fundamental. O grupo está muito motivado e unido."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.