Ônibus da Venezuela passa por averiguação antibomba em Manaus

Veículo estacionado a cerca de dois dias no Aeroporto Eduardo Gomes, onde desembarcam Portugal e EUA, foi identificado

Juliane Freitas, O Estado de S. Paulo

20 de junho de 2014 | 10h26

 O Grupamento de Manejo de Artefatos Explosivos de Manaus foi acionado na noite desta quinta-feira para averiguar um ônibus estacionado no Terminal de Cargas do Aeroporto Internacional Eduardo Gomes, onde as seleções de Portugal e Estados Unidos desembarcam nesta sexta-feira para competir pela Copa do Mundo.

O veículo com placa da Venezuela estava parado a pelo menos dois dias e foi averiguado a pedido da Infraero por cerca de cinco policiais do Grupo Morte e cães farejadores, além de equipamentos adquiridos para reforçar a segurança durante a Copa, à procura de bombas. 

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública da capital amazonense, o ônibus era um fretado e é comum a circulação de automóveis deste tipo na área do aeroporto. O proprietário do veículo foi identificado e ele será retirado do local.  

A vistoria, ainda de acordo com a SSP, não teve relação com alguma precaução por conta da Copa, ainda que um órgão, o CICC (Centro Integrado de Comando e Controle) tenha sido criado pensando no Mundial. 

A Infraero, responsável pelo aeroporto, informou que não tem um posição oficial sobre o caso e que todas as informações sobre o ocorrido devem ser apuradas com a polícia. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.