'Saímos de cabeça erguida', diz Cristiano Ronaldo após queda

Seleção portuguesa venceu Gana nesta quinta-feira, mas saldo de gols foi insuficiente para classificar o time do melhor do mundo

SERGIO TORRES - Enviado especial a Brasília, O Estado de S. Paulo

26 de junho de 2014 | 16h10

Em um rápido pronunciamento na sala de entrevistas do Estádio Mané Garrincha, nesta quinta-feira, em Brasília, o craque Cristiano Ronaldo lamentou a eliminação precoce da seleção de Portugal na Copa do Mundo. E disse que os portugueses saíam de cabeça erguida da competição.

Eleito o melhor jogador do mundo em 2013, Cristiano Ronaldo não respondeu a qualquer pergunta nesta quinta-feira. Em não mais do que dois minutos, disse que Portugal poderia ter tido uma melhor sorte nesta Copa. "Era possível ir adiante", afirmou o capitão da seleção portuguesa.

Para Cristiano Ronaldo, "futebol é assim". "Fizemos o melhor. Não ganhamos. Saímos de cabeça erguida, tentamos dar o nosso melhor", explicou o astro, que chegou ao Brasil longe das melhores condições físicas, após recentes lesões, e não conseguiu ser decisivo para a seleção.

Portugal encerrou a Copa do Mundo na terceira colocação do Grupo G, ao somar os mesmos quatro pontos dos Estados Unidos, mas ficar com um saldo de gols inferior - os norte-americanos conseguiram a segunda vaga da chave, que teve a liderança da Alemanha.

Na despedida portuguesa, Cristiano Ronaldo conseguiu marcar seu único gol na Copa, ao definir a vitória por 2 a 1 sobre Gana, nesta quinta-feira, em Brasília. Ele também perdeu algumas ótimas chances de gol, mas, pelo menos, teve sua melhor atuação na competição, depois de performances discretas diante da Alemanha e dos Estados Unidos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.