Suárez treina, mas Tabárez não o garante na estreia do Uruguai

Atacante está recuperado de lesão, mas ainda não está totalmente liberado para entrar em campo na Copa do Mundo

Vítor Marques - Enviado especial/Belo Horizonte, O Estado de S. Paulo

11 de junho de 2014 | 07h00

 Luis Suárez joga a estreia conta a Costa Rica, neste sábado, ou só terá condição de entrar em campo na segunda rodada, contra a Inglaterra, dia 19? Está continua sendo a grande dúvida do Uruguai para o inicio da Copa do Mundo. O técnico da Celeste, Oscar Tabárez, garantiu nesta terça-feira que o atacante do Liverpool está recuperado da lesão no joelho, mas que não sabe quando poderá escalá-lo.

"Por mim, Suárez jogaria amanhã", afirmou Tabárez, em entrevista coletiva na cidade de Sete Lagoas, no hotel onde a seleção uruguaia está concentrada. "Não fixamos prazos se teremos Suárez para o primeiro jogo, para o segundo, ou para o terceiro jogo."

Suárez fez um treino bem mais leve que os companheiros nesta terça na Arena do Jacaré, numa atividade aberta ao público. É um avanço analisando sua situação: ha três semanas ele passou por uma artroscopia no joelho esquerdo. Sua participação no Mundial foi colocada em dúvida.

Pela intensidade dos treinamentos, pelo prazo curto de recuperação e pelas declarações ponderadas de Tabárez, Suárez deve ficar de fora da estreia contra a Costa Rica, sábado, às 16 horas, em Fortaleza, no Castelão. "Já ganhamos partidas decisivas sem ele em campo, como a diante da Venezuela jogando de visitante (Eliminatórias da Copa), mas claro que ele é um jogador importante para nós", disse Tabárez.

O Uruguai caiu no chamado "grupo da morte" (a chave D), ao lado de Inglaterra e Itália. Na primeira rodada, a Celeste enfrenta a Costa Rica enquanto os outros dois Campeões do Mundo se encaram, também no sábado, em jogo que será disputado na Arena Amazônia, às 19 horas.

"Este jogo (contra Costa Rica) pode ser crucial para nós e para o futuro de qualquer equipe na Copa, não se decide nada agora, mas é muito importante", disse Tabárez.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.