Técnico da Costa Rica diz que favoritismo nas oitavas é irrelevante

Jorge Luis Pinto diz estar satisfeito com desempenho da sua equipe

Sérgio Torres e Vítor Marques - enviados especiais a Belo Horizonte, O Estado de S. Paulo

24 de junho de 2014 | 17h07

A Costa Rica terminou a primeira fase da Copa em primeiro lugar no Grupo D, ao empatar por 0 a 0 contra a Inglaterra, nesta terça-feira, em Belo Horizonte. O rival da próxima fase ainda não está definido. Mas não será nenhum campeão mundial, como foram seus rivais de grupo (Itália, Uruguai e Inglaterra). O adversário será o segundo colocado do Grupo C - os jogos começam às 17h.

"Vamos esperar nosso adversário, seja ele qual for, e vamos entrar com respeito, como fizemos até aqui. Não sei se somos favoritos ou não, isso não interessa. O futebol é de quem chega", afirmou o técnico Jorge Luis Pinto. A classificação às oitavas de final é só a segunda da história do país, que também avançou em 1990.

O treinador disse que estava satisfeito não só pela classificação mas pela maneira como a equipe jogou as três partidas. "Não especulamos, não ficamos atrás, temos uma equipe equilibrada. Isso nos deixa feliz."

O goleiro Navas, eleito o melhor do jogo, afirmou que a Costa Rica tem de manter a mesma personalidade na próxima fase. "Vamos jogar com o que deu resultado. Queremos passar às quartas de final, seria algo muito especial para nós e para nosso país."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.