Sergei Karpukhin/ Reuters
Sergei Karpukhin/ Reuters

Copa do Mundo de 2018 injetou R$ 54 bilhões na economia russa

Documento divulgado pelo Comitê Local indica que valor representa 1% do PIB do país

AFP

16 Outubro 2018 | 10h15

A Copa do Mundo de 2018 contribuiu com 12,5 bilhões de euros (R$ 54 bilhões) à economia da Rússia, número pouco acima de 1% de seu Produto Interno Bruto (PIB), anunciou o comitê de organização do torneio.

Em uma visita a Doha, Alexei Sorokine, presidente do comitê, apresentou um relatório sobre as repercussões econômicas, sociais e ecológicas da competição, disputada entre 14 de junho e 15 de julho em 11 cidades russas e vencida pela seleção da França.

De acordo com o relatório, o Mundial contribuiu com 952 bilhões de rublos à economia russa entre 2013 e 2018, o equivalente a 12,5 bilhões de euros, o que representa 1,1% de seu PIB.

"Os números revelados neste relatório são bastante surpreendentes", declarou Sorokine, em uma conferência sobre futebol organizada no Catar, país sede da próxima Copa do Mundo, em 2022.

O documento, do qual não foi informado se teve a supervisão da Fifa, também indica que entre 2013 e 2018 foram criados 315 mil empregos a cada ano.

O comitê ainda crê que os efeitos positivos do Mundial serão observados por mais cinco anos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.