Patrik Stollarz e Odd Andersen/AFP Photo
Patrik Stollarz e Odd Andersen/AFP Photo

Copa do Mundo entra na reta final com choques de estilos de jogo

Poder ofensivo de Brasil e Bélgica será colocado à prova nas quartas de final, que começam na sexta-feira

O Estado de S.Paulo

04 Julho 2018 | 12h16

A Copa do Mundo da Rússia segue afunilando e seguindo para seu fim a cada dia que passa. Com isso, seleções de diferentes escolas e estilos de jogo começam a se enfrentar em jogos decisivos, fazendo assim com que a diferença entre vencer e voltar para casa possivelmente esteja nos detalhes e nas características de cada uma.

+ Paulinho é poupado no último treino da seleção em Sochi

+ Zagueiro da França celebra possível ausência de Cavani: 'Não será ruim para nós'

+ Imprensa inglesa celebra classificação 'histórica' às quartas e exalta Pickford

O Brasil, por exemplo, encara a Bélgica na quartas de final. De um lado, a seleção comandada pelo técnico Tite coloca à prova sua sólida defesa, que sofreu apenas um gol na competição até o momento. Do outro lado, o time europeu, que entrou na competição como um dos favoritos a conquistar a taça, precisa consolidar seu ataque, que tem sido o mais efetivo até então. Além disso, os belgas devem se preocupar em anular Neymar, que depois das eliminação de Cristiano Ronaldo e Messi, tomou conta dos holofotes do Mundial.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.