Chico Ferreira/Futura Press
Chico Ferreira/Futura Press

Copa Libertadores prejudica rodada de abertura do Brasileirão

Sem principais jogadores, times não produziram um bom futebol

O Estado de S.Paulo

11 de maio de 2015 | 02h00

Corinthians, Atlético-MG, Cruzeiro, Internacional e São Paulo estrearam no Campeonato Brasileiro, neste domingo, com seus times reservas. Não deram importância à competição nacional, preocupados com os jogos decisivos pela Copa Libertadores no meio da semana. Sem seus principais jogadores, os times não produziram um bom futebol.

Cruzeiro e Corinthians se arrastaram na Arena Pantanal, em Cuiabá. Marcelo Oliveira e Tite optaram por jogadores que não costumam jogar com muita frequência, preservando os titulares para as partidas contra São Paulo e Guaraní, do Paraguai, respectivamente, na quarta-feira pela Libertadores. Os dois times (mineiro e paulista) precisam reverter as derrotas sofridas nos jogos de ida.

Apesar da opção por uma equipe sem muita qualidade, o Corinthians se deu bem e volta de Cuiabá com três pontos preciosos no Brasileirão.

O Internacional também foi até Curitiba com um time de segundo escalão para medir forças com o Atlético-PR. Levou a goleada por 3 a 0. Na quarta-feira, a equipe gaúcha enfrenta o Atlético-MG no Beira-Rio - no primeiro jogo empataram em Minas - valendo vaga nas quartas de final da Libertadores.

O Atlético-MG teve melhor sorte. Mesmo com seus reservas arrancou um empate diante do Palmeiras, sábado, assim mesmo com direito a levar um gol no último minuto dos acréscimos no Allianz Parque.

E o São Paulo não teve receio de entrar com um time misto contra o Flamengo, domingo, no Morumbi. Apesar de sofrer em boa parte do jogo, saiu vitorioso por 2 a 1 quando recorreu aos titulares Pato e Ganso que estavam no banco. De bom, a fartura de gols na primeira rodada - 28, em 10 jogos. O público não foi além de 11 mil por partida. Razoável para um início de campeonato sem grandes atrações. 

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoCopa Libertadores

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.