Copa Mercosul: rodada terá 7 jogos

Corinthians, Flamengo e San Lorenzo podem garantir uma vaga nas quartas-de-final da Copa Mercosul, que terá sete partidas nesta semana. A rodada será aberta nesta terça-feira com a partida do Grupo A, entre Vasco da Gama e Boca Juniors. O time carioca tem 4 pontos, contra 2 do adversário. O grupo é liderado pelo Cerro Porteño, que soma 10 pontos, seguido do Universidad Católica, que tem 9. Na quarta-feira, mais três jogos: pelo Grupo C, o Cruzeiro vai a Santiago do Chile para enfrentar o Colo Colo, em sua última chance de classificação. A equipe mineira tem 4 pontos e não pode sequer empatar se quiser continuar sonhando com uma vaga.Pelo grupo Grupo E, o Palmeiras vai a Buenos Aires para enfrentar o River Plate. Com 4 pontos ganhos, o alviverde também precisa vencer para seguir com chances. Um empate elimina o Palmeiras. O grupo tem a liderança do Grêmio, já classificado, com 12 pontos. Palmeiras e River têm 4 pontos cada e o Universidad do Chile é o lanterna, com 3.Ainda na quarta-feira, o São Paulo recebe o Talleres no Morumbi, em partida do Grupo D. Os dois times dividem a liderança do grupo, com 6 pontos cada. Vélez Sarsfield e Peñarol aparecem atrás com 5.Na quinta-feira mais três jogos. O Corinthians vai a Argentina para a partida contra o Independiente. Se vencer garante sua vaga nas quartas-de-final com uma rodada de antecipação. O Corinthians lidera o grupo com 10 pontos. Colo Colo é o segundo com 5. O Cruzeiro é o terceiro com 4 e o Independiente o último com 3.Pelo Grupo B, o Flamengo recebe o San Lorenzo, no choque dos líderes. As duas equipes têm 9 pontos e o vencedor estará garantido na próxima fase. O Nacional (URU) é o terceiro, com seis pontos e o Olímpia, já eliminado, é o lanterna. O time paraguaio ainda não marcou pontos. A rodada da quinta é completada com a partida entre o Universidad do Chile e Grêmio, em Santiago. O clube gaúcho já está classificado. Se classificam para as quartas-de-final os campeões de cada um dos cinco grupos e os três melhores segundos colocados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.