Copa no Brasil é vitória para América do Sul, diz Conmebol

'É uma responsabilidade que estamos seguros que o Brasil vai cumprir como esperado', conta Nicolás Leoz

Daniela Desantis, da Reuters,

30 de outubro de 2007 | 15h39

A decisão da Fifa de conceder a organização da Copa do Mundo de 2014 ao Brasil é um grande triunfo para o futebol sul-americano, afirmou nesta quarta-feira o presidente da Conmebol, Nicolás Leoz.   Veja também: Brasil é confirmado como sede da Copa do Mundo de 2014 Brasil enfatiza preservação ambiental na apresentação na Fifa Paulo Coelho brinca: futebol é mais importante que sexo Imagens da cerimônia na sede da FifaAs cidades candidatas a sede da Copa do Mundo de 2014 Opine: o que você acha do Mundial no Brasil?   O presidente da Fifa, o suíço Joseph Blatter, confirmou em Zurique que o Brasil será a sede da competição, para a qual era candidato único.   "É um triunfo de toda a América do Sul, um reconhecimento a tudo o que o Brasil tem feito para o desenvolvimento do futebol como espetáculo no mundo", disse Leoz à Reuters, através de seu porta-voz.   "É uma enorme responsabilidade que estamos seguros que o Brasil vai cumprir como esperado", acrescentou o paraguaio, que preside a Confederação Sul-Americana de Futebol há mais de 20 anos.   Leoz não foi à reunião na Suíça por recomendação de seu médico, por conta de uma gripe.   O Brasil, que organizou o Mundial de 1950, será o primeiro país da região a sediar uma Copa desde a Argentina em 1978.

Tudo o que sabemos sobre:
Copa 2014Conmebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.