Copa SP: Corinthians é hexacampeão

Numa virada espetacular, o Corinthians venceu o Nacional por 3 a 1 na manhã desta terça-feira e conquistou pela sexta vez o título da Copa São Paulo de Futebol Junior - o mais tradicional torneio de futebol da categoria no País. Com a vitória de hoje, o Corinthians se torna o maior vencedor do torneio - com um título a mais que o Fluminense-RJ, o segundo colocado, que já venceu cinco edições. O Corinthians - que defendia o título conquistado no ano passado e era considerado favorito para vencer de novo - foi surpreendido no primeiro tempo. O Nacional entrou melhor e, mesmo com um erro do juiz, que marcou um pênalti inexistente a favor do Corinthians, mas que o atacante Bobô desperdiçou - fechou o primeiro tempo vencendo por 1 a 0. No segundo tempo, no entanto, o técnico Adaílton Ladeira colocou Dinelson no lugar de Abuda e o Corinthians se transformou. Dominou o adversário e chegou à vitória de forma brilhante. Dinelson fez dois - um aos 8 minutos e outro aos 28. Bobô completou o marcador aos 26.Empurrado pela torcida que lotou o Pacaembu no aniversário da cidade de São Paulo, o time do Corinthians foi para cima do Nacional nos primeiros minutos. Só que até o 15 minutos, o adversário já havia superado o susto inicial e equilibrado a partida. Com três volantes de marcação e o meia Souza um pouco mais avançado, o Nacional tomou conta do meio-campo. Com isso, dominou o jogo na primeira etapa.Mesmo sem jogar bem, foi o Corinthians quem desperdiçou a maior oportunidade de gol no primeiro tempo, quando o árbitro Rodrigo Braghetto marcou um pênalti inexistente em Abuda. Bobô cobrou fraco e o goleiro Rodrigo defendeu. A defesa do pênalti deu ainda mais ânimo para o Nacional, que partiu para o ataque e chegou a criar várias chances para marcar. O gol surgiu aos 32 minutos, quando Caio apareceu como homem surpresa no meio da defesa corintiana; invadiu a área e tocou na saída do goleiro Júlio César: 1 a 0 com justiça.Na segunda etapa o jogo mudou. Ladeira colocou Dinelson em campo e o Corinthians parecia outra equipe. Aos 8 minutos, numa jogada rápida de contra-ataque, Elton lança Bobô, que abre na direita para Dinelson. O meia domina e toca em diagonal para empatar a partida: 1 a 1. O gol colocou fogo no jogo. Cheio de confiança, o Corinthians foi para cima e encurralou o Nacional em seu próprio campo. E a virada veio logo, aos 26 minutos. Na esquerda, Elton recebe um passe do lateral Ronny; vai à linha de fundo e cruza à meia-altura. Bobô se antecipa à zaga e desvia de cabeça para fazer 2 a 1. Este foi o sétimo gol de Bobô no campeonato.Dois minutos depois, Dinelson aparece de novo, num lance de muita categoria. Na entrada da área, ele percebe o goleiro adiantado e toca por cobertura para fazer um lindo gol e decretar a vitória corintiana. Nesta quarta-feira a delegação corintiana vai à Basílica de Aparecida. "Não é só pedir não. Tem que agradecer também", explicou o goleiro Júlio César.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.