Ivan Storti/Santos FC
Ivan Storti/Santos FC

Copete encara jogos contra Corinthians e Barcelona do Equador como 'finais'

Clássico acontece neste domingo e o jogo da Libertadores na próxima quarta-feira

Estadão Conteúdo

05 de setembro de 2017 | 12h02

O atacante Jonathan Copete classificou como duas finais os próximos jogos do Santos, contra o Corinthians, no domingo, pelo Campeonato Brasileiro, e o Barcelona de Guayaquil, na quarta, no Equador, pelas quartas de final da Copa Libertadores. Um dos destaques do time no ano, com dez gols, o colombiano demonstrou confiança no sucesso do time santista nas duas empreitadas.

"São duas finais. A primeira final contra o Corinthians. Sabemos que temos que fazer um bom trabalho e todos os jogadores que estarão em campo irão se esforçar para alcançar o objetivo que é ganhar os três pontos. Depois, o jogo de Libertadores que nós sabemos que é importante para a gente, estamos buscando (o título). Os dois jogos vão ser finais que a gente quer jogar e ganhar", frisou o atleta.

No entanto, Copete descarta que uma eventual vitória no clássico paulista, que será disputado na Vila Belmiro, possa ter influência no desempenho da equipe na partida contra os equatorianos, três dias depois, em Guayaquil.

"Não. Acho que são dois jogos distintos. O primeiro jogo contra o Corinthians vai ser importante para seguir encaminhado no Brasileirão. Depois, o jogo contra o Barcelona vai ser importante. Que a gente siga acostumado ao que estamos fazendo, que é jogando muito bem na Libertadores. Nós temos um bom elenco, um time muito forte, muito grande, que tem qualidade de ganhar no Equador", analisou o atacante.

Copete também revelou sua torcida para os compatriotas na partida desta terça-feira, em Barranquilla, diante da seleção brasileira, pelas Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa de 2018. "Acho que vai ser um jogo muito importante para a Colômbia, os caras estão preparados para poder fazer um grande jogo e tentar vencer", projetou o jogador sobre o selecionado colombiano, que é vice-líder do torneio classificatório, com 25 pontos, mas vê Uruguai (24), Chile (23) e Argentina (23) muito próximos na classificação.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.