Coreanos desmentem versão do São Paulo

Os executivos da LG Eletronics, patrocinadora do São Paulo desde 2001, estranharam e desmentiram as declarações do presidente do clube paulista, Marcelo Portugal Gouvêa, de que a empresa coreana não cumpriu o prazo para enviar nova proposta para a renovação do contrato, que termina no dia 31. De acordo com o dirigente, esse foi um dos motivos pelos quais o São Paulo optou por acertar com a Siemens, multinacional alemã de telefonia. Segundo ele, já tinha dado a palavra aos alemães e, por isso, não poderia voltar atrás. Breno Marcelino, diretor de Vendas do grupo coreano no Brasil, declarou que a LG enviou a proposta na data estipulada por Gouvêa. E confirmou a informação da Agência Estado de que os valores oferecidos eram superiores aos da Siemens. ?O presidente do São Paulo nos enviou uma carta dizendo que tinha proposta de uma empresa, sem citar nome, nos passou o valor e o tempo de contrato, que era de dois anos. Nós respondemos no prazo certo, cobrimos a oferta e aumentamos o contrato para dois anos.? José Edgar Machado, gerente jurídico do São Paulo, respondeu pelo clube. ?Nós encaminhamos carta à LG falando da proposta que tínhamos da Siemens. No dia 18, eles responderam, mas continuaram com números inferiores. Então, acertamos tudo com a Siemens. Daí, no dia 23, a LG fez nova proposta, melhorou os números, mas já era tarde, pois já tínhamos fechado negócio?, explicou Machado, que enviou, nesta segunda-feira, fax aos sul-coreanos explicando a situação. O diretor da LG contou que a empresa e o clube vinham conversando com freqüência, já tinham feito projetos para 2004 e, em nenhum momento, se cogitou o rompimento. ?Fomos surpreendidos com a forma como o presidente do São Paulo se manifestou.? Um dos mais afetados com a notícia foi o sul-coreano C.B. Cho, presidente do grupo no Brasil. A LG teve grande retorno com sua marca ligada ao São Paulo. Assumiu, por exemplo, a liderança em alguns segmentos de eletrônicos no País em 2003.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.