Reprodução
Reprodução

Corinthians acerta a contratação de Vagner Love por 18 meses

Clube vence a concorrência do Lokomotiv de Moscou e contará com o atleta para reforçar o ataque da equipe na temporada

Daniel Batista, Raphael Ramos, O Estado de S. Paulo

06 de fevereiro de 2015 | 20h18

O atacante Vagner Love é o novo reforço do Corinthians. O acerto aconteceu na tarde desta sexta-feira e o jogador, após reunião com seu empresário, Evandro Ferreira, e com o gerente de futebol do clube, Edu Gaspar, assinou um contrato válido até julho de 2016. Ele rescindiu contrato com o Shandong Luneng, da China.

No Parque São Jorge ele receberá cerca de R$ 500 mil, teto do clube – também recebem salários no mesmo patamar jogadores como Elias, Emerson Sheik e Guerrero. Na China, o atacante recebia aproximadamente R$ 1 milhão por mês, além de prêmios e bonificações por metas atingidas. O atacante vinha atuando pelo Shandong e não precisará de um tempo para entrar em forma. A apresentação oficial deve ocorrer na semana que vem.

Antes de deixar o clube chinês, quase o atacante chegou ao Corinthians por empréstimo. Os chineses, ao perceberem que poderiam perder o jogador de graça, tentou emprestá-lo ao Alvinegro para compensar o prejuízo. Os empresários do atleta não aceitaram a negociação e esperaram que ele rescindisse o contrato para poder ficar livre e ainda receber tudo que o Shandong tinha que pagar para ele.

Love, de 30 anos, também tinha proposta de voltar para a Rússia e jogar no Lokomotiv Moscou, mas sua prioridade era retornar ao Brasil. O atacante projetou-se como jogador no Palmeiras, onde jogou de 2002 e 2004. Transferiu-se para Rússia e permaneceu no CSKA Moscou até 2011. Ele acabou retornando ao Brasil em 2009, e teve passagem apagada por seu ex-clube. Também atuou no Flamengo antes de voltar para a Europa. Em 2013, assinou com o time chinês. Vagner Love deixou o Shandong Luneng porque o clube chinês acertou a contratação de Diego Tardelli e ultrapassou o limite de estrangeiros.

A negociação teve como ponto fundamental, o fato da diretoria corintiana mostrar ao jogador o quanto ele pode ser importante na disputa da Libertadores e o fato dele ter grandes chances de cair nas graças da torcida, embora tenha um passado ligado ao Palmeiras. 

Em 2005, o Corinthians fez uma tentativa frustrada de contratar o jogador, que tinha acabado de ir para a Rússia e não havia se adaptado. Chegou a dar uma entrevista como jogador do time alvinegro, algo que irritou a diretoria do clube russo e esse acabou sendo um dos motivos para o negócio não ser concretizado

O Corinthians ainda não confirma o acerto, algo que deve acontecer até segunda-feira.  Ele chega para disputar posição com Emerson e Guerrero, que ainda negocia a renovação de contrato. O fato de Love ter sido contratado pode pressionar o peruano para que ele decida logo o futuro. 

(atualizado às 21h)

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.