Corinthians acerta contratação de William Magrão junto ao Grêmio

O jogador chega, por R$ 3 milhões, para ser o substituto de Jucilei, que foi para o futebol russo

VÍTOR MARQUES, Agência Estado

28 de fevereiro de 2011 | 19h27

Já está tudo acertado para que o volante William Magrão seja o substituto de Jucilei no Corinthians. Por 50% dos direitos econômicos do jogador de 24 anos, o Corinthians pagará R$ 3 milhões, em parcelas, ao Grêmio.

A contratação só não foi ainda anunciada oficialmente porque o time gaúcho exige garantias bancárias, que deverão ser dadas pelo Corinthians até esta terça-feira. O jogador já deve chegar a São Paulo para fazer exames médicos e assinar um contrato de cinco anos com o clube alvinegro.

William Magrão ficou sem espaço no Grêmio depois de não ter sido incluído na lista dos atletas inscritos na Copa Libertadores. Como estava machucado na fase classificatória, não apareceu na lista inicial. Depois, quando foram permitidas três alterações, os gaúchos optaram por inscrever os seus três principais reforços para a temporada.

As lesões, aliás, são comuns na carreira de Magrão. Em 2009, ele rompeu os ligamentos do joelho e ficou quase um ano parado. Quando voltou, encarou problemas físicos. No final da temporada passada, passou por uma artroscopia. 

"A negociação está bem encaminhada, faltando somente alguns detalhes. Até amanhã (terça) isso deve ser resolvido. A tendência é que acerte com o Corinthians", disse à Agência Estado o empresário do jogador Jorge Machado. As conversas começaram na semana passada, iniciadas pelo novo gerente de futebol do Corinthians, William Machado, ex-jogador do Grêmio.

O Corinthians ainda procura mais reforços. O clube voltou a sondar o zagueiro Sorondo, do Internacional. Ainda há chance de acerto. Além de um volante e de um zagueiro, o clube ainda procura por um meia armador já visando o Campeonato Brasileiro, que começará na segunda quinzena de maio.

Nesta segunda, o Corinthians emprestou outro jogador para o Bahia. Depois de ceder o atacante Souza, o volante Boquita e o lateral-esquerdo Dodô, agora é a vez de Lulinha defender o clube baiano. Ele estava no Olhanense, de Portugal, mas queria voltar ao Brasil. Sem espaço no Corinthians, ele foi emprestado ao Bahia, mas o time paulista ainda terá de pagar parte dos salários.

 

Veja também:

link Eu não vim para ser sucessor de Ronaldo, afirmou Liedson em coletiva

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.