Daniel Augusto Jr|Agência Corinthians
Daniel Augusto Jr|Agência Corinthians

Corinthians acerta venda de Mendoza para o Amiens, da França

Atacante colombiano deixa o clube após ter sido pouco aproveitado

Estadao Conteudo

08 Janeiro 2018 | 20h58

O Corinthians acertou nesta segunda-feira a venda do atacante Stiven Mendoza para o Amiens, da França. Sem espaço no elenco alvinegro, o colombiano se reuniu com a diretoria e acertou a saída para o clube europeu, com o qual assinou contrato de três anos e meio de duração.

+ Carille esboça o Corinthians com Capixaba e Kazim para encarar o PSV

Os valores não foram divulgados, mas especula-se que o Amiens tenha desembolsado 1 milhão de euros (cerca de R$ 3,8 milhões) para contratar Mendoza. O time paulista é dono de 50% de seus direitos econômicos.

"Estou muito feliz por essa negociação ter se concretizado. Há muito tempo, o futebol francês é um dos grandes cenários do futebol mundial. Ainda mais agora com a chegada do Neymar ao Paris Saint-Germain. Existe grande visibilidade e o nível técnico é muito alto. Chego ao Amiens para desenvolver meu futebol, dar sequência na minha carreira e chegar à seleção colombiana. Esses são meus os meus focos para a temporada de 2018", declarou o jogador.

Mendoza chegou ao Corinthians no fim de 2014, mas teve poucas oportunidades na equipe. Neste período, foi emprestado ao Chennaiyin, da Índia, seu antigo clube, e também teve passagens por New York City e Bahia, onde apareceu com destaque.

O Corinthians tentou utilizá-lo como moeda de troca em algumas negociações, mas as conversas não avançaram. Um dos motivos foi justamente o fato do clube ter maior interesse em vendê-lo, já que ele tinha contrato até dezembro e poderia sair de graça ao fim da temporada.

Além disso, Mendoza afirmava que gostaria de ficar no Corinthians para ter mais oportunidades e mostrar seu potencial. Entretanto, deixa o clube e parte para o futebol francês após 31 partidas e três gols marcados. Mesmo sem ter uma sequência na equipe, exaltou seu período no Brasil.

"Fui muito feliz no Brasil. Cheguei para o Corinthians, um clube de ponta nos cenários nacional e internacional, e pude trabalhar e aprender demais com um dos melhores técnicos do mundo, que é o Tite. No ano passado, vesti outra grande camisa, a do Bahia. Pude ajudar de maneira efetiva na campanha do clube no Brasileirão. É como já disse: fui muito feliz no Brasil e espero poder voltar a jogar aqui numa próxima oportunidade. Tenho a certeza de que saio com as portas abertas."

 

Mais conteúdo sobre:
Corinthians futebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.