Murad Sezer/Reuters
Murad Sezer/Reuters

Corinthians admite dificuldades em contratar Guilherme Arana e Vágner Love

Lateral-esquerdo e atacante interessam ao clube para sequência da temporada

Dani Arruda, especial para o Estado, O Estado de S.Paulo

20 de janeiro de 2019 | 21h13

O diretor de futebol do Corinthians, Duílio Monteiro Alves, admitiu neste domingo que o clube encontra dificuldades em contratar o lateral-esquerdo Guilherme Arana e o atacante Vágner Love para reforçar o time na temporada. O primeiro deixou o Corinthians no final de 2017 para se transferir ao Sevilla, da Espanha. Segundo o dirigente, o clube europeu não tem interesse em emprestá-lo e uma contratação em definitivo está descartada.

"Ele interessa, mas depende dos números. Existia a possibilidade dele ser emprestado pelo Sevilla, o Corinthians fez uma consulta, mas o Sevilla não tem interesse no empréstimo. Estamos conversando para ver se achamos uma possibilidade de trazê-lo. É uma negociação difícil. É um jogador que saiu há pouco tempo por um valor alto. Não queremos dar esperança para a torcida, mas estamos trabalhando para trazer. É uma negociação muito complicada", admitiu o dirigente.

Sobre Vágner Love, Duílio Monteiro Alves informou que entre o Corinthians e o atacante o acordo tem boas chances de acontecer. Ocorre que o Besiktas deve dinheiro ao jogador e ele não pretende abrir mão do que teria direito de receber para rescindir seu contrato com o clube da Turquia.

"Existe um interesse dele e uma tentativa de rescisão (com o Besiktas). Pelo que soubemos do empresário, existe uma dívida alta do clube com ele (Vágner Love). Enquanto isso não for acertado, o Corinthians aguarda. Rescindido lá, a gente tenta trazer. Ele interessa ao Corinthians", comentou.

Já sobre a negociação envolvendo o atacante paraguaio Romero, o dirigente não se mostrou otimismo. Uma eventual transação com o atacante Luan, do Atlético-MG, também esfriou. "Pelos valores pedidos pelo Atlético-MG, o Corinthians parou de negociar. Existe um interesse deles no Romero, mas nada além disso. O Corinthians foi procurado, mas não existe essa negociação em andamento. A gente vem em uma negociação de renovação com o Romero. Ainda não chegamos a um acordo e acho que hoje até estamos longe de chegar", completou.

 
 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.