Corinthians admite surpresa e fala que ainda quer Nilmar

Ao contrário do que os representantes de Nilmar alegaram para tirar o jogador da concentração do Corinthians em Jarinu, na noite desta quinta-feira, em Jarinu (interior de São Paulo), a diretoria do clube divulgou nesta sexta que todos foram pegos de surpresa com o abandono do atacante e que o interesse do Corinthians é mantê-lo no elenco para a disputa das competições previstas para esta temporada. "Fomos surpreendidos. A ação está sendo analisada pelo nosso departamento jurídico. Em momento algum o Corinthians disse que não queria o Nilmar", afirmou Flávio Adauto, vice-presidente de Comunicações do clube, em entrevista à Rádio Jovem Pan.Mesmo após ter treinado pela manhã como titular no primeiro coletivo do time na pré-temporada, Nilmar obedeceu as ordens de seu advogado Breno Tannuri e do seu empresário Orlando da Hora e deixou a concentração no início da noite.De acordo com seus representantes, o atacante só reaparecerá após a definição do caso na Fifa, que deverá acontecer na próxima semana. "É um absurdo falar isso. O Corinthians sempre teve o interesse em manter o Nilmar. Houve algum fator externo no caso. Não pode ser questionado o interesse do clube pelo jogador", contou Adauto.Outro problema surgido no clube nesta sexta é com relação ao contrato do volante Magrão. Segundo informações do diário Lance! nesta sexta, o Corinthians ainda não teria pago o valor de 600 mil dólares ao Yokohama Marinos, do Japão, pelo empréstimo até 31 de julho e correria o risco de perder o atleta antes de vencer o contrato. Adauto revelou que tudo será resolvido. "O caso Magrão será resolvido. O próprio Juan Figger (empresário do jogador), que é muito amigo do presidente Alberto Dualib, teria dito que tudo se resolverá", disse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.