Divulgação
Divulgação

Corinthians afirma não ter sido procurado por Paulo André

Clube nega ter sido contatada pelo zagueiro, que garante ser credor de valores de premiação por títulos conquistados no ano passado

Estadão Conteúdo

10 de outubro de 2014 | 19h19

O processo movido pelo zagueiro Paulo André contra o Corinthians, seu ex-clube, promete gerar muita polêmica nos próximos dias. Depois de o jogador garantir que procurou o clube antes de entrar com a ação para tentar resolver a questão da dívida, nesta sexta-feira a diretoria corintiana retrucou e garantiu que não foi contatada pelo atleta.

"O Sport Club Corinthians Paulista gostaria de esclarecer a ação trabalhista movida pelo seu ex-atleta Paulo André Cren Benini. Como todo trabalhador, o jogador tem direito a mover uma ação trabalhista. No entanto, o clube não foi procurado antes da distribuição da ação como alegado pelo mesmo em declarações feitas nas redes sociais", afirmou o clube em nota oficial.

Paulo André escreveu em sua página no Facebook que entrou com uma ação pedindo o pagamento de premiações atrasadas e direitos de arena, mas garantiu que tentou um acordo com o clube antes de mover o processo no qual pede cerca de R$ 1,5 milhão.

O Corinthians admitiu a dívida, mas garantiu que vinha quitando-a como combinado. "O Corinthians esclarece ainda que os pagamentos acordados dos prêmios pelos títulos estão sendo cumpridos, ao contrário do que também alega o atleta, e os devidos comprovantes serão demonstrados por ocasião da defesa judicial."

Um dos líderes do movimento Bom Senso FC, Paulo André teve uma vitoriosa passagem pelo Corinthians de 2009 até o início de 2014, quando foi para o Shanghai Shenhua, da China, onde atua até hoje. Em sua trajetória no Parque São Jorge, ele conquistou um Mundial de Clubes, uma Libertadores, um Campeonato Brasileiro, um Campeonato Paulista e uma Recopa Sul-Americana.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCorinthiansPaulo André

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.