Corinthians agora aprova mudanças

O Corinthians desta vez aprovou as mudanças na tabela. O vice-presidente do clube, Antonio Roque Citadini, disse hoje que não vai protestar contra a decisão da Federação Paulista de Futebol (FPF), que antecipou para sábado seis jogos da última rodada desta fase. A entidade manteve para domingo o clássico entre São Paulo e Corinthians, em Presidente Prure, e União São João e Palmeiras, em Araras. "Para nós está bom. Entramos em campo já sabendo o resultado do jogo entre Rio Branco e Ponte", disse o dirigente do Corinthians, que torce para um tropeço do time de Campinas. Com isso, a equipe da capital poderá terminar a fase em primeiro lugar e levar vantagem nas semifinais. A preocupação do Corinthians é sobre a possibilidade de "zerar" os cartões amarelos para a primeira rodada da próxima fase. Assim, os jogadores que estão "pendurados" com dois cartões poderão atuar normalmente no fim de semana, sem o risco de suspensão no primeiro jogo das semifinais. Essa proposta deverá ser apresentada na reunião de segunda-feira na FPF, na qual serão discutidos os detalhes para as semifinais. O Corinthians e o Santos já haviam se manifestado favoráveis em "zerar os cartões?. O time do Parque São Jorge tem oito pendurados: Marcelinho, Marcos Senna, Paulo Nunes, Pereira, Gallo, Gil, Kléber e João Carlos. Gil e Paulo Nunes disputam a posição para o jogo contra o São Paulo. No Santos, onze estão com dois cartões cada, dos quais sete são titulares: Claudiomiro, Fábio Costa, Rincón, Renato, Robert e Russo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.