Corinthians ainda acredita em vaga na Libertadores 2017

Oswaldo terá problemas para escalar a defesa no próximo jogo, contra o Figueirense

O Estado de S.Paulo

07 de novembro de 2016 | 07h00

A goleada sofrida para o São Paulo fez com que o Corinthians terminasse a 34.ª rodada do Campeonato Brasileiro fora da zona de classificação para a Libertadores. Mesmo assim, o discurso no clube é de confiança na briga por uma vaga no G-6.

“Nós ainda temos quatro jogos, é claro que está todo mundo trabalhando para melhorar e fazer uma campanha vencedora no ano que vem. Ainda temos chances, ninguém no Corinthians deixou de pensar, avaliar e trabalhar. Os jogadores estão muito tristes, estão se esforçando para melhorar, sabemos disso e vamos trabalhar para melhorar”, comentou o técnico Oswaldo de Oliveira após a impiedosa derrota no clássico.

O elenco volta aos trabalhos hoje no CT Joaquim Grava com mais uma dor de cabeça para o técnico, que poderá ter até quatro desfalques para o próximo compromisso da equipe, no dia 16 de novembro, contra o Figueirense. Wilson e Balbuena receberam o terceiro cartão amarelo no Morumbi, sábado, e estão suspensos. Yago e Pedro Henrique, ambos formados na base, são os mais cotados para formara a dupla de zaga. Léo Santos, que nunca atuou no time profissional, é outra opção.

O lateral-direito Fagner e o atacante Romero se apresentam neste domingo às seleções brasileira e paraguaia, respectivamente, para os jogos das Eliminatórias da Copa do Mundo da Rússia e não devem ter condições de atuar pelo Brasileirão. Para suas vagas, Léo Príncipe e Marlone podem ser escolhidos por Oswaldo de Oliveira.

Outro que ainda passará por avaliações será Uendel. O lateral-esquerdo foi substituído no intervalo do jogo contra o São Paulo por Guilherme Arana. Ele estava com dores musculares.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.