Corinthians ainda não definiu técnico

O vice-presidente de futebol do Corinthians, Antonio Roque Citadini, revelou que ainda não foi definido o nome do substituto de Vanderlei Luxemburgo, demitido nesta quarta-feira, por telefone. Apesar do mistério dos dirigentes corintianos, o favorito para o cargo é o técnico Oswaldo de Oliveira, que está negociando a renovação de seu contrato com o Fluminense.Segundo Citadini, a diretoria do Corinthians esteve reunida por 5 dias avaliando o trabalho feito no ano. ?Diante dos maus resultados no segundo semestre, sentimos que era o momento adequado para trocar de técnico?, explicou o dirigente.Junto com Luxemburgo, toda a comissão técnica foi mandada embora. Foram despedidos o auxiliar-técnico Heron Ferreira, o preparador físico Antonio Mello, o auxiliar de preparação física Álvaro Peixoto, o preparador de goleiros Cantarelli, o gerente de futebol Luiz Henrique de Menezes e o coordenador-técnico Valdir Joaquim de Moraes. O único que ficou foi o médico Joaquim Grava.Apesar de dizer que o novo técnico ainda não está definido, Citadini afirmou que o contratado terá de seguir a filosofia de Luxemburgo. Ou seja, trabalhar com um elenco jovem, reformulado. Por isso mesmo, o vice-presidente corintiano garantiu que não haverá mudanças radicais no grupo de jogadores.Citadini também garantiu que a demissão de Luxemburgo não teve nada a ver com a sua presença no relatório da CPI do Senado, que pediu seu indiciamento ao Ministério Público. E adiantou que a saída do treinador não influirá no caso Marcelinho Carioca: ele continua em litígio com o Corinthians e não há perspectiva para o seu retorno ao Parque São Jorge.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.