Reprodução|Facebook
Reprodução|Facebook

Corinthians anuncia ex-goleiro como novo diretor da base

Yamada, campeão mundial em 2000, entra no lugar de Rodrigo Leitão

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

04 de abril de 2017 | 22h33

O Corinthians anunciou nesta terça-feira a contratação do ex-goleiro Fernando Yamada como novo gerente geral do Departamento de Formação de Atletas do clube. Ele substitui Rodrigo Leitão, que foi demitido e tem sido cotado para trabalhar na base da seleção brasileira. 

Desde que assumiu o comando da base, Carlos Nujud tem feito uma grande reformulação no setor. Na semana passada, o clube havia anunciado Carlos Roberto Auricchio e Jacinto Antonio Ribeiro como novos diretores adjuntos. Na terça-feira, Pepinho Macia, filho do ex-jogador Pepe, foi anunciado como técnico do time sub-20. Ele entra no lugar de Coelho, que foi promovido ao cargo após a subida de Osmar Loss para o time principal, mas voltará a ser auxiliar. 

Antes de ter o nome confirmado, a contratação de Yamada criou muita polêmica no clube, porque o ex-goleiro, que foi campeão do mundo em 2000, estava trabalhando atualmente como executivo da empresa Think Ball, que gerencia a carreira de vários atletas pelo mundo, entre eles, os corintianos Léo Príncipe e Jadson. 

Yamada, entretanto, deixará a empresará e se dedicará apenas ao trabalho no Corinthians. A reclamação de quem foi contra sua contratação, é que o fato dele ser empresário poderia causar um conflito de interesse. 

Leia a nota oficial divulgada pelo Corinthians:

Fernando Yamada é o novo gerente geral do Departamento de Formação de Atletas do Corinthians. Ex-goleiro do Timão, Yamada foi campeão do mundo em 2000.

O novo gerente foi goleiro do Timãozinho na conquista da Copa São Paulo de Futebol Júnior de 1999. Após a conquista, foi promovido ao grupo principal.

Rodrigo Leitão, coordenador geral, foi desligado do clube. O Departamento de Formação de Atletas agradece a Leitão pelos serviços prestados.

Notícias relacionadas
Tudo o que sabemos sobre:
CorinthiansFutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.