Rodrigo Coca / Agência Corinthians
Rodrigo Coca / Agência Corinthians

Corinthians aposta em boa apresentação no clássico para renascer na Sul-Americana

Após empatar com o São Paulo, equipe alvinegra encara o Sport Huancayo e busca o primeiro resultado positivo na competição continental

Redação, Estadão Conteúdo

04 de maio de 2021 | 19h36

A surpreendente boa atuação no empate no clássico diante do São Paulo por 2 a 2 vai ser usado pelo técnico Vagner Mancini como incentivo para que o Corinthians busque a recuperação na Copa Sul-Americana. O time viajou, nesta terça-feira, para o Peru, onde enfrenta na quinta-feira o Sport Huancayo.

Com apenas um ponto, após duas rodadas disputadas na competição internacional, o Corinthians precisa da vitória e para isso Mancini deverá manter o time com três zagueiros, opção tática que se mostrou muito boa frente ao São Paulo.

A dúvida é saber se os veteranos, Gil, Fábio Santos e Jô, vão seguir fora do time. O treinador corintiano ainda vai ter mais uma atividade antes do jogo, quando vai decidir a escalação. Um time provável poderá formar com: Cássio, João Victor, Gil e Raul Gustavo; Fagner, Gabriel, Ramiro e Lucas Piton; Luan, Mateus Vital e Cauê.

Mancini convocou 26 atletas, mas não poderá contar com Cantillo e Xavier, ambos machucados. O primeiro, que ficou de fora do clássico por causa de suspensão, sofre com uma lesão no músculo posterior da coxa esquerda. Já o segundo trata uma entorse no tornozelo esquerdo sofrida no treino do último sábado.

Depois de empatar com o River Plate (0 a 0), no Paraguai, e perder para o Peñarol (0 a 2), em Itaquera, o Corinthians é apenas o terceiro colocado no Grupo E da Copa Sul-Americana, à frente apenas do Huancayo, perdedor nos dois jogos disputados.

O líder da chave é o Peñarol, com seis pontos, enquanto o River Plate soma quatro. Estas duas equipes se enfrentam também na quinta-feira, em Montevidéu.

Tudo o que sabemos sobre:
CorinthiansCopa Sul-americanafutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.