Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians
Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians

Corinthians aposta em retrospecto de Carille para avançar rumo ao título inédito

Time alvinegro enfrenta o Montevideo Wanderers nesta quinta-feira, às 21h30, no jogo de ida das oitavas de final da Copa Sul-Americana

João Prata, O Estado de S.Paulo

25 de julho de 2019 | 04h30

Eliminado da Copa do Brasil e a dez pontos da liderança do Brasileirão, o Corinthians tem hoje a Copa Sul-Americana como prioridade na temporada. Às 21h30, o time alvinegro encara o Montevideo Wanderers, na arena em Itaquera, no jogo de ida das oitavas de final.

Além de ser um título inédito para a sala de troféus do clube, a competição continental dá vaga para a Libertadores e é importante para o orçamento do ano. As duas fases anteriores renderam R$ 4,4 milhões ao Corinthians. Se eliminar a equipe uruguaia (o jogo de volta acontece dia primeiro de agosto) receberá mais R$ 2,3 milhões e a possibilidade de lucrar com a bilheteria das quartas de final.

Para seguir rumo na conquista desse objetivo, o clube aposta no excelente retrospecto do técnico Fábio Carille em torneios mata-mata. Desde que assumiu o time em 2017, o treinador tem só três eliminações em competições nesse formato. 

De 24 confrontos com o atual técnico, o Corinthians avançou em 21. A mais recente queda aconteceu na Copa do Brasil, quando o time alvinegro perdeu para o Flamengo por 1 a 0 no jogo de ida e de volta das oitavas de final. Até então, as outras eliminações haviam acontecido sem derrotas, ambas em 2017. A primeira foi na quarta fase da Copa do Brasil, contra o Internacional, nos pênaltis. A outra, contra o Racing, nas oitavas da Sul-Americana, pelo gol dos argentinos fora de casa. 

A tentativa de retomar o rumo das classificações passa pela manutenção da equipe titular. Apesar de ter fechado o treino de ontem, a tendência é que o time seja o mesmo do empate com o Flamengo no domingo. Com Ralf no departamento médico, Gabriel continua como titular no meio-campo. No ataque, Gustagol também é baixa por problema muscular, Com isso, seguem Pedrinho, Vagner Love e Clayson.

O treinador, no entanto, deve ficar atento com a zaga. Atualmente, ele conta com apenas três zagueiros à disposição no torneio. Isso porque não pode contar com Bruno Méndez, que já foi inscrito pelo Wanderers na competição, e recentemente emprestou Pedro Henrique para o Athletico-PR e Marllon para o Bahia. Manoel e Gil serão os titulares no jogo de hoje e Henrique o único reserva do setor. 

ATALHO

Pedrinho admitiu que a trilha para alcançar o título no Brasileirão está complicada. Obviamente, o jogador não descartou a possibilidade de título, mas reconheceu que faturar o torneio continental é uma realidade bem mais próxima. "A Sul-Americana temos que brigar bastante para ganhar o título, mas é um caminho mais curto (para Libertadores). E no Brasileiro é tentar ficar lá em cima para nas últimas rodadas buscar o título", disse.

Clayson comentou a dificuldade de encarar um time de menor expressão, como o Wanderers. "É sempre difícil jogar contra time uruguaio. Eles sempre dão a vida em campo. Por não ser grande é a oportunidade aparecerem para o mundo, de jogadores ganharem visibilidade. Vai ser muito difícil. O Bruno Méndez, mesmo distante, ficou de passar informações para o Carille", afirmou o atacante.

FICHA TÉCNICA:

CORINTHIANS: Cássio, Fagner, Manoel, Gil e Danilo Avelar; Gabriel; Pedrinho e Junior Urso; Sornoza, Clayson; Vagner Love. Técnico: Fábio Carille.

MONTEVIDEO WANDERERS: De Arruabarrena; Barrandeguy, Macaluso, Bueno e Morales; Barboza, Martínez, Bravo e González, Albarracín; e Coitiño. Técnico: Román Cuello.

ÁRBITRO: José Argote (VEN).

LOCAL: Arena Corinthians.

HORÁRIO: 21h30.

TRANSMISSÃO: DAZN.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.