Corinthians arranca empate com Santo André no interior

Em partida fraca tecnicamente, o Corinthians não conseguiu se recuperar da derrota no clássico de domingo contra o Palmeiras e empatou por 1 a 1 com o Santo André, nesta quarta-feira, no Estádio Teixeirão, em São José do Rio Preto (SP).

RAFAEL VERGUEIRO, Agencia Estado

30 de julho de 2009 | 00h21

O resultado deixa o time do Parque São Jorge mais longe da ponta da tabela. Ocupa a sexta posição, com 24 pontos, sete a menos do que o Palmeiras, líder da competição. A equipe do ABC paulista está em 13.º lugar, com 18 pontos conquistados até o momento.

No confronto desta quarta, o Santo André, mandante da partida, foi melhor em campo e só não conseguiu o triunfo porque desperdiçou diversas oportunidades de gol. O time da capital, com alguns desfalques, teve uma noite ruim e pode considerar a igualdade um bom resultado.

O gol do Santo André saiu aos 18 minutos do segundo tempo, com Marcelinho Carioca, ex-ídolo corintiano, em cobrança perfeita de falta, no ângulo esquerdo de Felipe. A equipe da capital deixou tudo igual aos 29. Chicão converteu cobrança de pênalti, sofrido por Souza, e empatou.

JOGO - O torcedor que vibrou com o Corinthians campeão da Copa do Brasil há exatamente 28 dias vê a cada jogo a equipe cair de produção. Nesta quarta, a equipe fez uma de suas piores exibições na temporada 2009 e sentiu demais as faltas dos jogadores ausentes, tantos os desfalques como aqueles que já foram vendidos para o exterior.

Além de Douglas, Cristian e André Santos, que já não fazem mais parte do plantel corintiano, não entraram em campo diante do Santo André Alessandro e Elias, suspensos, e Ronaldo, que se recupera de uma lesão na mão e só voltará a jogar dentro de um mês. Com isso, Mano Menezes promoveu as entradas de Marcinho na lateral-esquerda e Henrique no ataque. A lateral-direita ficou com Diogo.

Sem praticamente nenhum atleta com destaque, o Corinthians sofreu demais em campo e contou com a falta de pontaria do Santo André e com mais uma bela atuação de Felipe para segurar o empate. Somente no primeiro tempo, foram duas chances claras de gol desperdiçadas, com Osni e Antonio Flávio.

Na etapa final, após Felipe salvar duas vezes o Corinthians, os mandantes finalmente inauguraram o marcador, em cobrança perfeita de falta de Marcelinho, que fez os corintianos experimentarem do veneno que antigamente despejavam sobre os adversários.

Ao perceber que o time não reagia, Mano Menezes colocou Souza em campo e promoveu a estreia de Bill, ex-Bragantino. Na base da raça, Souza conseguiu sofrer um pênalti de Cesinha aos 29 e Chicão deixou tudo igual. O zagueiro fez seu segundo gol no Campeonato Brasileiro.

Depois do gol corintiano, os visitantes melhoraram em campo e até tiveram a chance de virar o marcador, mas Neneca fez boas defesas. A entrada de Marcelinho no lugar de Marcinho deu mais mobilidade ao time e o jovem jogador mostrou que pode brigar por uma vaga no time titular.

Os dois clubes voltam a entrar em campo no fim de semana. O Corinthians recebe o Avaí no Pacaembu, às 16 horas de domingo. No mesmo dia, o Santo André joga em casa diante do Goiás, às 18h30.

Ficha Técnica:

Santo André 1 x 1 Corinthians

Santo André - Neneca; Rômulo, Cesinha, Marcel e Arthur; Fernando, Ricardo Conceição, Marcelinho Carioca e Gustavo Nery (Pablo Escobar); Osny (Ricardo Goulart) e Antônio Flávio (Rodriguinho). Técnico: Sandro Gaúcho (interino).

Corinthians - Felipe; Diogo, Chicão, William e Marcinho (Marcelinho); Moradei, Jucilei e Morais; Jorge Henrique (Bill), Henrique (Souza) e Dentinho. Técnico: Mano Menezes.

Gols - Marcelinho Carioca, aos 19, Chicão (pênalti), aos 29 minutos do segundo tempo.

Cartões amarelos - Gustavo Nery, Rômulo, Marcelinho Carioca, Arthur, Cesinha (Santo André).

Cartão vermelho - Dentinho (Corinthians).

Árbitro - Cleber Wellington Abade (SP).

Renda - R$ 564.800,00.

Público - 17.219 pagantes.

Local - Estádio Benedito Teixeira, em São José do Rio Preto (SP).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.