Corinthians arranca empate em estreia no Paulistão

Sem Ronaldo e patrocínio definido, o Corinthians empatou com o Barueri por 2 a 2, nesta quinta-feira, no Pacaembu, na sua estreia no Campeonato Paulista. O time da capital chegou a estar perdendo por 2 a 0 e arrancou o empate faltando apenas dois minutos para o fim do jogo. A partida entre as duas equipes, que conquistaram o acesso para a Série A do Campeonato Brasileiro, começou em ritmo forte. Logo após o apito inicial, o Corinthians quase arrancou um pênalti no primeiro minuto do confronto. Após rápida jogada, Jorge Henrique sofreu falta na entrada da área, mas André Santos bateu por cima do travessão.Aos 14, Douglas e Elias armaram jogada com rapidez na intermediária e levaram perigo. Dentro da área, o zagueiro Daniel Marques desviou rasteiro, antes de Souza chegar na bola, e quase marcou contra.Na sequência, após cobrança de escanteio, Chicão subiu de cabeça, sozinho na área. A bola resvalou no ombro do zagueiro e quase surpreendeu o goleiro Renê, que se esticou para evitar o gol.O Barueri tinha dificuldade de superar o domínio do Corinthians no meio-campo e raramente chegava ao ataque. No entanto, em sua primeira chance, o time visitante não desperdiçou. Aos 22, Pedrão recebeu lançamento de Bruno e, de frente para o goleiro Felipe, bateu no canto direito para inaugurar o placar. O gol do Barueri acelerou ainda mais o jogo. O Corinthians respondeu no ato com boa jogada de Elias, que chutou rasteiro e cruzado da entrada da área. A bola raspou a trave direita de Renê. O jogador voltou a ameaçar o gol adversário aos 27, ao cruzar pela direita, mas Souza nem Jorge Henrique alcançaram a bola. Sem conseguir empatar o jogo, o Corinthians mostrou nervosismo, com os cartões amarelos de Elias e Túlio, e precipitação na finalização das jogadas, com Souza quase na pequena área aos 30, e Douglas, aos 43, em finalização pela esquerda. Na volta do intervalo, o técnico Mano Menezes trocou Túlio por Eduardo Ramos para agilizar a ligação entre meio-campo e ataque. A substituição, porém, não foi bem sucedida. Sem Dentinho, o ataque do Corinthians dependeu apenas de Jorge Henrique, em noite de apagada atuação de Souza.Sem a objetividade dos seus atacantes, o time precisou da participação de outros jogadores, que falhavam na pontaria. André Santos desperdiçou chute, aos 6 minutos, Elias errou a finalização, aos 9, e Douglas mandou longe do gol, aos 13. Eduardo Ramos, que havia entrado no lugar de Túlio, também finalizou para fora aos 28.O Barueri, por sua vez, chegava pouco ao ataque, mas levava mais perigo. Aos 14, a equipe do interior perdeu boa chance de marcar o segundo e complicar ainda mais o jogo para o Corinthians. Dessa vez, foi Pedrão quem serviu Thiago Humberto que, dentro da área, parou nas mãos de Felipe.Quatro minutos depois, no entanto, o goleiro não conseguiu evitar o segundo gol dos visitantes. Chicão subiu com Thiago Humberto e fez falta no adversário dentro da área. O árbitro Milton Etsuo marcou o pênalti e Pedrão bateu no meio do gol para aumentar a vantagem do Barueri. O segundo gol do Barueri aumentou ainda mais o nervosismo corintiano. Os erros de passe eram mais frequentes e impediam a armação das jogadas a partir da intermediária. A pressão dos anfitriões, quase inofensiva, só não arrefeceu porque Ralph levantou o pé dentro da área e quase acertou William. O árbitro assinalou pênalti. E Chicão, com direito à paradinha, bateu forte no canto esquerdo de Renê e descontou, aos 37. A pressão funcionou e, após estar perdendo por 2 a 0, o Corinthians chegou ao empate cinco minutos depois. Otacílio Neto, que acabara de entrar, levantou na área pela esquerda e achou Jorge Henrique sem marcação. O atacante só precisou escorar de cabeça para igualar o marcador. Nos acréscimos, Souza quase virou ao cabecear no travessão, após ótima defesa de Renê. Na próxima rodada, o Corinthians vai enfrentar o Bragantino, fora de casa, no Estádio Marcelo Stéfani, no domingo, às 17 horas. No mesmo dia, o Barueri encara o Oeste, em casa, às 19h10. Ficha técnica:Corinthians 2 x 2 BarueriCorinthians - Felipe; Alessandro, William, Chicão e André Santos; Cristian, Túlio (Eduardo Ramos), Elias (Otacílio Neto) e Douglas (Wellington Saci); Jorge Henrique e Souza. Técnico: Mano Menezes. Barueri - Renê; Bruno, Marcos Pimentel, Daniel Marques e Márcio Careca; Flávio (Val Baiano), Leanderson, Ralph e Diego; Thiago Humberto (Márcio Hahm) e Pedrão (Basílio). Técnico: Toninho Moura, Diego Cerri e Luís Carlos Goiano.Gols - Pedrão, aos 22 minutos do primeiro tempo. Pedrão, aos 18, Chicão, aos 37, e Jorge Henrique, aos 43 minutos do segundo tempo.Cartões amarelos - Elias, Túlio, Cristian, Alessandro (Corinthians); Leanderson, Ralph (Barueri). Árbitro - Milton Etsuo Ballerini.Renda e público - Não disponíveis.Local - Estádio Pacaembu, em São Paulo (SP).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.