Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians
Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians

Corinthians bate o Paraná e encerra jejum antes de decisão na Libertadores

Alvinegro volta a vencer no Brasileirão após quatro tropeços seguidos na competição, com vitória por 1 a 0

Gonçalo Junior, O Estado de S.Paulo

25 Agosto 2018 | 21h07

Foi difícil e sofrido, mas o Corinthians encerrou a sequência de quatro jogos sem vitórias (um empate e três derrotas). Neste sábado, o time venceu o lanterna Paraná por 1 a 0, gol do zagueiro Henrique, na Arena Corinthians. O time ainda acertou duas bolas na trave, com Jadson e Roger. O Paraná completa a 12ª rodada consecutiva na lanterna do Campeonato Brasileiro

O triunfo alivia a pressão sobre o técnico Osmar Loss, pressionado no cargo, e dá um alento para a equipe às vésperas da partida decisiva da Libertadores, quarta-feira, diante do chileno Colo Colo (no jogo de dia, vitória chilena por 1 a 0). Na comemoração do gol, o zagueiro Henrique, acompanhado por todos os jogadores, correu em direção ao banco de reservas para celebrar com a comissão técnica. 

CORINTHIANS JOGA PARA O GASTO, MAS VENCE

O início da partida foi um reflexo do momento ruim das duas equipes no torneio. Pressionado por uma sequência de quatro jogos sem vitória, o Corinthians mostrou dificuldades para criar jogadas. O time não conseguiu exercer a pressão habitual dos jogos na Arena Corinthians. Ficou evidente a dependência das jogadas individuais de Pedrinho e Jadson. Bem marcados, eles criaram pouco e não conseguiram fazer o atacante Roger finalizar. Com isso, o jogo corintiano não fluía e ficava girando em falso na troca de passes no meio-campo. A melhor chance foi um chute de Jadson, que acertou a trave aos 7 minutos de jogo. 

O Paraná, que não havia vencido os últimos seis jogos, mostrou excessiva preocupação com a defesa. A determinação tática era procurar apenas os contra-ataques. Depois de suportar o ímpeto inicial corintiano, o time visitante conseguiu surpreender e até equilibrar o controle do jogo. A chance de gol foi um chute de fora da área de Caio Henrique. 

A salvação corintiana foi uma jogada de bola parada. Aos 35 minutos, o zagueiro Henrique aproveitou cobrança de escanteio e abriu o placar. Com a necessidade de buscar o resultado, o Paraná avançou e deu espaços. Nos acréscimos do primeiro tempo, o Corinthians conseguiu roubar a bola no meio e armou um contra-ataque quase perfeito. Jadson deu belo passe para Roger, que chutou na trave. 

O Corinthians melhorou no segundo tempo. Mais veloz na troca de passes, a equipe da casa conseguiu sufocar o rival e tentou resolver o jogo nos primeiros minutos. As melhores chances foram uma cobrança de falta ensaiada e uma cabeçada de Roger, por cima do gol. 

O time da casa ficou ainda mais perto da vitória com a expulsão de Leandro Vilela por volta dos 30 minutos do segundo tempo após falta feia em Jadson. Com dez jogadores, o time paranaense se limitou a bloquear os ataques corintianos. Aos 33 minutos, Jadson chutou em cima do goleiro Richard. Os 28 mil torcedores apoiaram o time durante todo o jogo, mas se mostraram apreensivos até o apito final. 

FICHA TÉCNICA

CORINTHIANS 1 x 0 PARANÁ

Gol: Henrique, aos 35 do 1º tempo. 

Corinthians: Cassio (Walter); Fagner, Pedro Henrique, Henrique e Danilo Avelar; Douglas, Ralf, Pedrinho, Jadson (Araos) e Clayson (Matheus Vital); Roger. Técnico: Osmar Loss. 

Paraná: Richard; Diego Tavares, Cléber, René Santos e Igor; Leandro Vilela, Alex Santana (Rodolfo), Raphael Alemão (Nadson), Caio Henrique e Silvinho; Rafael Grampola (Jhonny Lucas). Técnico: Claudinei Oliveira. 

Juiz: André Castro (GO). 

Amarelos: Danilo, Alex, Raphael Alemão, Clayson, Silvinho, Leandro, Fagner. 

Vermelho: Leandro Vilela.

Público: 28.136 pagantes.

Renda: R$ 1.019.205,580.

Local: Arena Corinthians.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.