Corinthians bate Vasco, mas segue atrás do Fluminense

O Corinthians fez a sua parte na tarde deste domingo no Pacaembu, mas não conseguiu retomar a liderança do Campeonato Brasileiro, graças à derrota do arquirrival Palmeiras para o Fluminense, por 2 a 1. O triunfo deixou o Corinthians, que venceu o Vasco por 2 a 0, no Pacaembu, em situação complicada na briga pelo título.

RAFAEL VERGUEIRO, Agência Estado

28 de novembro de 2010 | 19h31

Com estes resultados, o Fluminense vai para a última rodada com 68 pontos, dependendo somente de suas forças para ser campeão. Já o Corinthians, com 67, precisará ganhar do rebaixado Goiás, em Goiânia, no dia 5, e ainda torcer por um tropeço do líder diante do Guarani, no Rio de Janeiro. O time de Campinas teve a queda confirmada neste domingo.

Na partida deste domingo, o Corinthians construiu o resultado positivo de forma tranquila, mesmo com os desfalques de Ronaldo, machucado, e Elias, suspenso. Sem nenhuma pretensão no Campeonato Brasileiro, o Vasco pouco ameaçou o gol de Julio Cesar.

No primeiro tempo, dominou todas as ações e só não abriu o marcador rapidamente porque o time estava um pouco nervoso na hora de armar as jogadas no campo de ataque. Então, contou com uma bela ajuda do adversário, aos 39 minutos. Em chute cruzado de Bruno César, Dedé tentou afastar e jogou contra a própria meta. O goleiro Fernando Prass ainda tentou defender, mas errou e acabou aceitando a bola por baixo das pernas.

Na etapa final, a vantagem no marcador fez os mandantes atuarem de forma leve, já que os visitantes não chegaram nem a ameaçar o triunfo corintiano. O segundo gol foi anotado aos 11 minutos, por Danilo, que aproveitou bom cruzamento de Roberto Carlos pela esquerda para cabecear para o fundo das redes.

Depois disso, o Corinthians apenas passeou em campo esperando o apito final do árbitro. O atacante Zé Roberto ainda foi expulso por falta desnecessária no campo de ataque e deixo o Vasco com um a menos em campo.

TORCIDA - Os torcedores corintianos, que mais uma vez lotaram o Pacaembu neste Brasileirão, tiveram uma postura curiosa. Antes da partida, cantaram que "o Timão não precisa da porcada". No entanto, a situação mudou rapidamente nas arquibancadas.

No início do jogo, quando o placar eletrônico anunciou o gol palmeirense, a festa foi grande pelo sucesso do arquirrival, algo raro devido à forte rivalidade entre os dois clubes. Já quando o Fluminense virou o marcador em Barueri, não houve nenhuma manifestação, ao contrário do que normalmente acontece quando o rival sofre gols.

Ficha Técnica:

Corinthians 2 x 0 Vasco

Corinthians - Julio Cesar, Alessandro, Chicão, William e Roberto Carlos; Ralf, Jucilei, Danilo e Bruno César (Defederico); Jorge Henrique e Dentinho (Iarley). Técnico: Tite.

Vasco - Fernando Prass, Fagner (Irrazabal), Dedé, Douglas e Ramon (Diogo); Romulo, Renato Augusto, Allan (Fumagalli) e Carlos Alberto; Eder Luis e Zé Roberto. Técnico: PC Gusmão.

Gols - Bruno César, aos 39 minutos do primeiro tempo. Danilo, aos 12 minutos do segundo tempo.

Cartões amarelos - Renato Augusto, Zé Roberto (Vasco).

Cartão vermelho - Zé Roberto (Vasco).

Árbitro - Márcio Chagas da Silva (RS).

Renda - R$ 1.190.821,50.

Público - 33.487 pagantes.

Local - Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.