Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Corinthians: Bobô é a esperança de gols

A nova esperança de gols do Corinthians tem só 20 anos e atende por Bobô. Sua escalação no jogo contra o Santo André só foi confirmada no treinamento tático de hoje, no Parque São Jorge. Bobô entra no lugar de Gil, que até a chegada dos reforços contratados pela MSI era tido como a grande estrela corintiana. Os dois se falaram de passagem, hoje, ao final do treino, sem ressentimentos. "O Gil sabe que a minha disputa é por um espaço no clube, não contra ele. Até porque nossas posições são diferentes. Eu jogo mais enfiado na área; ele atua mais pelas beiradas do campo". Bobô entra no time de cima pela 33ª vez mas nem todas às vezes começou jogando. "Acho que foram só umas duas ou três", calcula o atacante. Apesar de jovem, a pressão já é grande sobre ele. Bobô não conseguiu marcar nenhuma vez pelo time principal. No entanto, traz na bagagem um ótimo histórico nas categorias de base. É bicampeão da Copa São Paulo de Futebol Júnior, fazendo gols decisivos nas finais, contra o São Paulo, em 2004, e contra o Nacional, este ano. Apesar dos gols decisivos, Bobô não terminou as competições como artilheiro. "Fiz sete gols em 2004 e oito em 2005". A situação, amanhã, é um pouco diferente. Bobô já percebeu que Passarella aposta no seu estilo guerreiro. O atacante só espera ter uma sequência de jogos na equipe, para deslanchar. Quanto à pressão, tem opinião formada. "Já atrapalhou. Agora não atrapalha mais".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.