Marcio Mercante/Estadão - Arquivo
Marcio Mercante/Estadão - Arquivo

Corinthians busca 'pacotão' de reforços para o Campeonato Brasileiro

Elias, ex-Flamengo, é o sonho da diretoria, que ainda busca dois atacantes, um lateral e um zagueiro

Vítor Marques, O Estado de S.Paulo

21 de março de 2014 | 05h00

SÃO PAULO - O Corinthians busca um pacotão de reforços para a disputa do Campeonato Brasileiro – a estreia será dia 20, contra o Atlético Mineiro, fora de casa. A lista pedida por Mano Menezes tem dois atacantes, um meia, um lateral-direito e um zagueiro. Com estes cinco jogadores, avalia o treinador, o time tem condição de fazer uma boa campanha.

O sonho da comissão técnica para o meio de campo é repatriar o volante Elias. Mas o clube esbarra na questão financeira. O Sporting pede 4 milhões de euros (R$ 12,8 milhões) por 50% dos direitos econômicos. O problema é o que empresário Jorge Mendes, que detém os outros 50%, também quer receber sua parte, que corresponderia a outros R$ 12,8 milhões. A negociação só sairá se houver uma negociação com o empresário. O Corinthians admite, no máximo, pagar o valor pedido pelo Sportig.

No ataque, Lucas Pratto, do Veléz, da Argentina, foi oferecido. Ele tem o perfil que se encaixa no time, segundo a comissão técnica. Pratto pode fazer função de Guerrero e também jogar pelos lado do campo. O Corinthians ainda sonha com uma troca envolvendo Emerson Sheik. Foi cogitada uma negociação com o Atlético Mineiro, que cederia o atacante André.

Na lateral-direita e no na zaga, a procura é mais complicada. A lateral é mais urgente porque Fagner não tem um reserva á altura e tem tido dificuldade na marcação. Na zaga, a análise é que é necessário um outro jogador com características diferentes da de Cleber, titular ao lado de Gil. A dupla de zagueiros carece de um jogador mais técnico. Felipe já foi testado, mas não agradou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.