Corinthians busca um reforço de seleção

Mesmo que Palmeiras e Santos tenham largado na frente na busca por reforços, a diretoria da MSI, parceira do Corinthinas, promete ganhar o jogo de virada. ?Estamos trabalhando para trazer mais um jogador de nível de seleção brasileira?, prometeu o diretor Paulo Angioni, sem revelar em que posição o novo ?galáctico? jogará. A vinda de mais um nome de peso tornou-se vital para o Corinthians. Serviria para acalmar os torcedores, que começam a ficar preocupados com a chegada da disputa do grande sonho corintiano ? a Copa Libertadores da América ? e, principalmente, para mostrar que a parceria entre o clube e a MSI permanece sólida e que os investimentos não serão interrompidos, apesar da queda-de-braço entre o presidente Alberto Dualib e Kia Joorabchian. No ano passado, por exemplo, no dia 27 de dezembro, Carlitos Tevez já havia sido contratado por US$ 22 milhões (R$ 51,3 milhões), na maior transação do futebol brasileiro. Neste ano, a única contratação efetivada é a de Rafael Moura, atacante que vem do Paysandu, depois das especulações sobre os zagueiros Rodrigo e Fabio Luciano, o meia Rodrigo Tabata, o goleiro Fabio, os meias Ramon e Renato e até o atacante Rafael Sóbis. Impasse - A situação de Ricardinho, uma das prioridades do técnico Antônio Lopes, permanece indefinida. Ele já adiou sua resposta por várias vezes desde que a proposta foi feita. Fontes ligadas ao procurador do jogador, Marcel Figer, afirmam que ele deve aceitar a oferta do mundo árabe para um contrato de três anos e mais de US$ 10 milhões (R$ 23,3 milhões), mas vai esperar a data oficial de encerramento de seu contrato com o Santos ? 31 de dezembro ? para fazer o anúncio.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.