Corinthians campeão da Copa do Brasil

Dia sim, dia não, Corinthians campeão. Sob o embalo da conquista do Torneio Rio-São Paulo, no domingo, o time do Parque São Jorge ganhou a Copa do Brasil ao empatar com o Brasiliense por 1 a 1, nesta quarta-feira, em Brasília. A equipe paulista foi beneficiada pela vitória por 2 a 1, há uma semana, no Morumbi. Com o título nacional, a equipe paulista volta a disputar a Taça Libertadores da América em 2003. E poderá ganhar seu terceiro título consecutivo no semestre, o Superpaulistão, que começa domingo, mas sem o comando de Parreira, que vai viajar para o Japão e a Coréia, onde acompanhará a Copa do Mundo como observador da Fifa.Todos jogadores atribuíram as duas conquistas a Parreira. O treinador, emocionado, festejou com os atletas. "É um time de personalidade, é um time de personalidade", repetia. Dois jogadores foram os heróis na partida desta quarta-feira; o atacante Deivid, que fez nesta quarta-feira o 13º gol na competição, ratificando a posição de maior artilheiro da competição, e o goleiro Dida, que se despediu do Corinthians com uma grande atuação. Em companhia de Vampeta, Dida vai defender a seleção na Copa do Mundo, e deve voltar para o Milan. "Mas se depender de mim, prefiro continuar no Corinthians?.Mas não foi fácil para o Corinthians. O Brasiliense, que já havia feito uma boa atuação na partida em São Paulo, manteve o nível técnico. O time do Distrito Federal marcou forte no meio-de-campo e saiu para o ataque com bom toque de bola.O Corinthians não tinha espaço para as jogadas pelas pontas com Rogério e Kléber, e seus atacantes eram obrigados a tocar a bola de um lado para o outro.Aos 42, o Brasiliense converteu em gol a superioridade em campo: Wellington Dias cobrou uma falta a poucos passos da entrada da área, vencendo Dida: 1 a 0 para o time da casa. O Corinthians sentiu o golpe. Os jogadores deixaram o campo, no fim do primeiro tempo de cabeça baixa.No segundo tempo, o Corinthians foi mais vibrante e ofensivo. Assim, empatou aos 19 minutos com Deivid: Leandro cruzou da esquerda, o zagueiro Thiago falhou e Deivid, de cabeça, marcou. Em seguida, aos 22, Gil e Deivid tiveram a jogada para desempatar, mas falharam. Depois, o Brasiliense encurralou o Corinthians, porém, não conseguiu evitar a festa da equipe paulista, que terminou a comemoração no escuro. Os refletores do estádio foram desligados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.