Valéria Gonçalvez/AE
Valéria Gonçalvez/AE

Corinthians cede para fechar contratação de Defederico

Para ter o jogador argentino de 20 anos, clube concordou em pagar cerca de R$ 1 milhão a mais

FÁBIO HECICO, Agencia Estado

25 de agosto de 2009 | 20h54

Não foi fácil, mas o Corinthians garante que tem tudo acertado para assinar com o argentino Matías Defederico nos próximos dias. O meia chegou a São Paulo nesta segunda-feira e já realizou exames médicos para ser confirmado como jogador do clube paulista. No entanto, sua ex-equipe, o Huracán, insiste em afirmar que não concordou com a transferência da jovem revelação para o Parque São Jorge.

 

Veja também:

linkCom 7 desfalques, Corinthians terá estreia de Balbuena

linkDentinho pede cuidado com contra-ataque do Barueri

linkDefederico diz que seguirá os passos de Tévez

especialMASCOTES - Baixe o papel de parede do seu time

especialVisite o canal especial do Brasileirão

Brasileirão 2009 - lista Tabela | tabela Classificação

especialDê seu palpite no Bolão Vip do Limão

"De ontem [segunda-feira] para hoje [terça], a transação foi efetivamente fechada, alguns detalhezinhos que faltavam foram transpostos. O Corinthians só terá um pouquinho mais de paciência para apresentá-lo, pois falta a questão do trâmite de documentos", garantiu Mário Gobbi, diretor de futebol corintiano. "Havia uma pequena diferença entre os clubes que foi sanada."

A diferença mencionada pelo dirigente diz respeito a cerca de R$ 1 milhão, quantia que o Corinthians aceitou pagar a mais para ter o jogador de 20 anos. Além disso, também foi envolvida na negociação pelo meia a renda de um amistoso a ser realizado em janeiro do ano que vem, contra o próprio Huracán, que não desembolsaria um centavo pela partida.

O discurso corintiano, porém, é contraditório ao do advogado Bruno Azambuja, que representa o Huracán no Brasil. "Ainda não recebemos uma nova proposta, não aceitamos os valores oferecidos inicialmente e também não estamos sabendo do amistoso", disparou. "Sem contar que o jogador veio ao Brasil sem liberação dos dirigentes. Temos de sentar e conversar."

Alheio ao imbróglio, Defederico foi nesta terça-feira até a Polícia Federal requisitar a documentação para o pedido de visto de trabalho. Na quarta, às 8 horas da manhã, ele embarca para a Argentina em busca do visto. O meia então volta ao Brasil na quinta, quando já deve ser apresentado pelo Corinthians.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.